TER 23 DE JANEIRO DE 2018 - 13:26hs.
Goiás também pretende receber cassinos, bingos e máquinas
O estado aguarda a legalização
Goiás também pretende receber cassinos, bingos e máquinas

23/01/2018 | O projeto de lei, além da liberação do jogo do bicho, do bingo e das casas de máquinas caça-níquel, prevê que cada estado possa ter até três cassinos, dependendo de sua população. A previsão seria que estados até 15 milhões de habitantes teriam licença para ter um cassino, como é Goiás.

Pesquisa da Assembleia Legislativa do Ceará dá ampla maioria à legalização dos jogos
Aprovação de 70% no primeiro dia da enquete
Pesquisa da Assembleia Legislativa do Ceará dá ampla maioria à legalização dos jogos

23/01/2018 | Começou ontem no site da Assembleia Legislativa do Ceará uma pesquisa sobre a percepção da população quanto à legalização dos jogos em pauta no Congresso Nacional. A pesquisa ficará no ar até o dia 29 de janeiro e até o fechamento desta edição, 69,2% dos participantes na enquete votaram a favor de uma legislação para o setor.

Após suspeita de corrupção na Caixa, novo estatuto acaba com as indicações políticas
Assembleia Geral Extraordinária (AGE)
Após suspeita de corrupção na Caixa, novo estatuto acaba com as indicações políticas

22/01/2018 | A Assembleia Geral da CAIXA aprovou o novo estatuto do banco, um importante marco na gestão e governança, trazendo mudanças como a criação da Assembleia Geral, novas regras para escolha e atuação dos dirigentes do banco, maior transparência nos processos decisórios e criação de novos comitês estatutários. A elaboração do novo estatuto teve início em 2016.

Jogos de Azar e o Elefante na Sala
Coluna de opinião positiva d'O Globo
Jogos de Azar e o Elefante na Sala

16/01/2018 | Surpreendentemente no jornal O Globo, veículo opositor a aprovação de uma lei do jogo, a doutora em Políticas Públicas pela UFRJ, Maureen Flores dedica a edição de seu blog "Esporte e Inovaçõ" para descrever os benefícios que a lei traría ao Brasil. "A indústria mundial do jogo movimenta um absurdo de dinheiro ao ano e gera muitos empregos tanto em cassinos como nas plataformas online que demandam mão de obra especializada", opina.

Bancas de jogo do bicho se alastram pela Esplanada dos Ministérios
Reportagem exclusiva da ÉPOCA
Bancas de jogo do bicho se alastram pela Esplanada dos Ministérios

15/01/2018 | Elas funcionam regularmente em Brasília nas vizinhanças de prédios oficiais como da Câmara, do Senado, do STF e dos ministérios. Um total de dez bancas atua para atender a clientela dos Três Poderes. “Aqui o negócio é mais organizado que as loterias da Caixa Econômica Federal", comentam na reportagem especial do jornalista Patrcik Camporez, para a revista ÉPOCA.

Projetos que legalizam jogos de azar estão em estágio avançado no Congresso
Segundo a RÁDIO CÂMARA
Projetos que legalizam jogos de azar estão em estágio avançado no Congresso

15/01/2018 | Uma das propostas (PLS 186/14) está para ser votada na Comissão de Constituição e Justiça do Senado, o último passo antes de ir ao Plenário. Outra (PL 442/91) foi aprovada por uma comissão especial da Câmara e está pronta para ser votada no Plenário da Casa, e já conta com um pedido de urgência assinado por vários líderes, mas que ainda não foi aprovado.

Internautas apontam que legalização dos jogos deve ser autorizada no Brasil
Em pesquisa do Data Senado
Internautas apontam que legalização dos jogos deve ser autorizada no Brasil

10/01/2018 | Enquete realizada pelo DataSenado avaliou a opinião dos internautas sobre o projeto de lei 186/2014 que dispõe sobre a exploração de jogos de azar em todo o território nacional e está em tramitação no Congresso. 86% dos que responderam foram favoráveis à proposta, enquanto 14% não apoiaram. A pesquisa também perguntou o que a legalização traria ao país e qual o seu impacto na situação orçamentária do país.

Indústria moveleira está de olho na legalização dos jogos de azar
Grande interesse
Indústria moveleira está de olho na legalização dos jogos de azar

04/01/2018 | Não são só as empresas estrangeiras que estão de olho na legalização dos jogos de azar no Brasil. A indústria moveleira também acompanha de perto as discussões no Congresso. Isso porque o cálculo é que a cada mil bingos abertos haja demanda para ao menos 600 mil cadeiras. Antes da proibição dessas casas, em 2005, havia no Brasil 1,6 mil bingos.

Regulamentação dos jogos de azar e os impactos no mercado de trabalho
Antonio Carlos Aguiar mestre e doutor em Direito do Trabalho
Regulamentação dos jogos de azar e os impactos no mercado de trabalho

03/01/2018 | "A legalização poderá representar um viés de excelência social muito interessante, que desdobra-se em dois modelos: a) dique de contenção à corrupção advinda da marginalidade; b) criação de uma orda de empregos novos. Vamos legalizar!", diz Antonio Carlos Aguiar, advogado, mestre e doutor em Direito do Trabalho pela PUC-SP, na coluna especial que escreveu para o Blog do Fausto Macedo, do jornal O Estado de S. Paulo.

2018 será o ano da vitória para o setor de jogos
OPINIÃO - GILDO MAZZA, JORNALISTA ESPECIALIZADO NO SETOR DE JOGOS
2018 será o ano da vitória para o setor de jogos

03/01/2018 | (Exclusivo GMB) - Um novo ano está começando e a principal pergunta que o setor enfrenta é: “Quando a atividade será regulamentada para reforçar o caixa do governo, gerar empregos e sair da clandestinidade”? Essa é também a pergunta que Games Magazine Brasil faz pois uma coisa é clara: o jogo existe por todos os cantos do Brasil e o que falta é a sociedade se beneficiar, como acontece em todos os países onde o jogo é encarado como uma atividade econômica séria.

VER MÁS