SÁB 7 DE DEZEMBRO DE 2019 - 11:50hs.
Conduzidas pelo empresário Felipe Lombardi

Influenciadores sociais 'Warriors' se unem para ajudar a comunidade brasileira do Tamandaré

Algumas das principais personalidades da mídia social do Brasil, conduzidas pelo empresário Felipe Lombardi, se uniram ao site de apostas BetWarrior para ajudar a arrecadar dinheiro para a Comunidade Tamandaré, no Brasil. Os warriors brasileiros - que incluem o empresário Leo Picon, o jogador de vôlei Bruno Rezende, o comediante de stand up Renato Albani, o astro fitness Rodrigo Lima e muitos outros - estão divulgando a notícia para ajudar as crianças da comunidade do Tamandaré.

A campanha está aumentando a conscientização e colaborando com o "Projeto Tamandaré", no estado de Pernambuco.

Lombardi disse que trabalhar com a BetWarrior permitiu que ele cumprisse um desejo de longa data de ajudar a comunidade de Tamandaré e multiplicar o impacto positivo que ele poderia ter ao lado de amigos e seguidores.

José del Pino, co-fundador e CEO LatAm da BetWarrior, disse: “Qualquer bom Warrior sabe a importância de cuidar de sua comunidade e é por isso que estamos entusiasmados em apoiar alguns dos maiores nomes do Brasil a ajudar os necessitados".

"É uma honra trabalhar ao lado do Felipe e das personalidades sociais mais populares do Brasil para aumentar a conscientização e apoiar boas causas com a BetWarrior."

A campanha pode ser acompanhada no perfil www.instagram.com/lombardifelipe.

A Betwarrior é uma operadora e plataforma de apostas esportivas e cassino, que utiliza o que há de mais recente em aprendizado de máquina e inteligência artificial para transmitir uma experiência verdadeiramente personalizada para cada usuário. Fundada por dois ex-diretores da PokerStars, ela visa impulsionar a tecnologia inovadora para colocar o cliente no centro da ação.

A operadora foi lançada no segundo semestre de 2019, com foco inicial em mercados regulamentados na Europa e na América Latina. A BetWarrior é licenciada pela Autoridade de Licenciamento de E-Gaming de Curaçao e está em processo de aquisição de licenças adicionas na Europa e América Latina.

Fonte: GMB