QUA 20 DE NOVEMBRO DE 2019 - 13:37hs.
“Não vejo como opor-me a uma eventual legalização do jogo”
Opinião - Hélio Schwartsman, filósofo e colunista da Folha
“Não vejo como opor-me a uma eventual legalização do jogo”

08:46 | O filósofo e jornalista brasileiro Hélio Schwartsman, editorialista do Folha de S.Paulo, escreveu esta manhã uma coluna de opinião sobre a legalização do jogos de azar no Brasil. Ainda que ele não esteja a favor da atividade, Schwartsman acredita que a sociedade deve poder escolher em que gasta seu dinheiro e é o Estado que tem a obrigação de prover o cidadão com informações confiáveis e fornecer a usuários problemáticos o apoio dos serviços de saúde.

“2020 vai mostrar que o jogo é capaz de uma operação segura e de gerar benefício ao país”
Luiz Felipe Maia, sócio da FYMSA Advogados
“2020 vai mostrar que o jogo é capaz de uma operação segura e de gerar benefício ao país”

20/11/2019 | O advogado Luiz Felipe Maia, sócio da FYMSA Advogados, esteve, nesta semana, no encontro Like the Future, promovido pela LIDE – Grupo de Líderes Empresários em São Paulo. Ele participou do painel “Mercado do Jogo – Qual a sua aposta?” e em conversa com o GMB, após a palestra, falou sobre a importância de apresentar a atividade a um novo público, o atual compasso de espera por novidades no processo de legalização e afirmou que 2020 será um ano de consolidação da atividade com a operação da LOTEX e das apostas esportivas.

Like The Future: Otimismo para 2020 e a importância do setor para o Brasil
Evento sobre jogo em São Paulo
Like The Future: Otimismo para 2020 e a importância do setor para o Brasil

19/11/2019 | O encontro de negócios 'Like The Future', promovido pelo LIDE - Grupo de Líderes de Empresariais -, reuniu empresários, empreendedores e investidores interessados no mercado brasileiro de jogos e em suas oportunidades. O painel moderado por Magnho José (IJL) e composto por Luiz Felipe Maia (BIG Brasil), Marco Pequeno (IGaming 360) e André Gelfi (SUAPOSTA), falou sobre o que o jogo pode oferecer ao país. Com uma visão otimista para o futuro, o debate concluiu que 2020 trará importantes definições sobre regulamentação e que o setor poderá gerar cerca de 600.000 empregos.

O Brasil deve legalizar o jogo e promover a volta dos cassinos? SIM
OPINIÃO - IVES GANDRA DA SILVA MARTINS
O Brasil deve legalizar o jogo e promover a volta dos cassinos? SIM

18/11/2019 | "A tributação dos jogos de azar seria a melhor forma de evitar que criminosos ficassem com todo o dinheiro do jogo ilícito — e, ainda, limitaria viagens de quem gosta de jogar para que o dinheiro brasileiro não seja perdido no Uruguai, no Paraguai", assegura o advogado e Presidente do Conselho Superior de Direito da Fecomercio-SP, Ives Gandra da Silva Martins, em uma coluna de opinião na Folha a favor da legalização.

“Habilitar as apostas esportivas é reconhecer uma prática existente para controlá-la”
Ludovico Calvi, presidente do GLMS
“Habilitar as apostas esportivas é reconhecer uma prática existente para controlá-la”

14/11/2019 | Em uma entrevista com SBCNoticias, Ludovico Calvi, presidente do sistema de monitoramento de loterias GLMS, conversou sobre os desafios que enfrenta o setor de apostas na América Latina em matéria de integridade, em um continente que há sofrido escândalos de corrupção em distintos países. “Estamos a favor de uma estrutura regulatória que garanta a competitividade e sustentabilidade do setor de jogos, em um ambiente seguro e controlado”, afirma Calvi.

Alexandre Manoel participará como palestrante na ICE VOX em Londres
3 de fevereiro de 2020
Alexandre Manoel participará como palestrante na ICE VOX em Londres

14/11/2019 | A indústria brasileira de jogos continua sendo um tema de interesse internacional, razão pela qual a Clarion Gaming convidou um especialista no assunto para a próxima ICE VOX. Alexandre Manoel, Secretário de Avaliação, Planejamento, Energia e Loteria do Ministério da Economia do Brasil, fará parte do paínel “Um ano em revisão: como as mudanças regulatórias de 2019 podem impactar o setor em 2020 e além?”. Pelo menos dois outros painéis também discutirão a situação dos jogos no Brasil.

Bob Santos e Luiz Felipe Maia debatem sobre o Jogo no evento da Lide Futuro
Dia 18 de novembro em São Paulo
Bob Santos e Luiz Felipe Maia debatem sobre o Jogo no evento da Lide Futuro

12/11/2019 | A 23ª edição do LIKE THE FUTURE, maior evento do LIDE FUTURO, voltado para mais de 300 lideranças empresariais, debaterá sobre os avanços da legalização com o título “Mercado do Jogo: Qual a sua aposta?”. O evento acontece dia 18 de novembro em São Paulo com a participação de Bob Santos, Secretário Nacional de Integração Interinstitucional do Ministério do Turismo, e Luiz Felipe Maia, Advogado da BIG - Brazil International Gaming, entre outros.

Projeto aprovado pela CAS prevê que loterias podem reforçar caixa da saúde
Substitutivo do relator, senador Irajá (PSD-TO)
Projeto aprovado pela CAS prevê que loterias podem reforçar caixa da saúde

07/11/2019 | A Comissão de Assuntos Sociais (CAS) aprovou, nesta quarta-feira (6), substitutivo ao Projeto de Lei (PL) 3.709/2019, que destina 1% da arrecadação de diversas modalidades de loterias às secretarias de saúde dos estados e do Distrito Federal. A proposta, do senador Mecias de Jesus (Republicanos-RR), recebeu substitutivo do relator, senador Irajá (PSD-TO), que incluiu os municípios na destinação dos recursos por meio de fundos e não das secretarias de governo.

"Governo brasileiro deveria alterar o imposto de 1% sobre o faturamento para um percentual de GGR”
Peter Nolte, CEO da Patagonia Entertainment
"Governo brasileiro deveria alterar o imposto de 1% sobre o faturamento para um percentual de GGR”

05/11/2019 | O desafio agora para as empresas externas de apostas esportivas é ser o primeiro a estabelecer uma posição segura no mercado brasileiro, seja em parceria com operadoras locais ou tentando entrar no mercado por conta própria. Nesta entrevista exclusiva para a EGR Compliance, Peter Nolte, CEO da Patagonia Entertainment, compartilha seus insights sobre o potencial do mercado brasileiro, processo regulatório, estrutura tributária e como os operadores podem se estabelecer.

Deputado apresenta projeto para legalizar cassinos em cidades com potencial turístico e de fronteira
Afonso Motta (PDT/RS)
Deputado apresenta projeto para legalizar cassinos em cidades com potencial turístico e de fronteira

05/11/2019 | Visando a extremamente vantajosa legalização do jogo para a economia brasileira e a diminuição do déficit na balança comercial, ocasionado pelos recursos que turistas deixam nos cassinos estrangeiros, o deputado Afonso Motta (PDT/RS) encaminhou o Projeto de Lei 5783, destinado a aprovar que hotéis-cassinos e cassinos se estabeleçam nas cidades cuja sede se encontre a menos de 50 quilômetros da fronteira ou que possuam potencial turístico a ser explorado. Agora o PL aguarda despacho do Presidente da Câmara dos Deputados.

VER MÁS