MIÉ 21 DE OCTUBRE DE 2020 - 10:22hs.
Novo método de transferência bancária

Pix também pode facilitar a vida dos apostadores de jogos de azar no Brasil

O Pix é um serviço de pagamentos instantâneos criado pelo Banco Central e permite, a partir de 16 de novembro, a realização de transações financeiras em poucos segundos, 24 horas por dia, 7 dias por semana, inclusive em feriados. Neste artigo, Leonardo Baptista, CEO da Pay4Fun, e Paulo Gerber, CEO da GamersCard, opinam sobre como o mercado dos jogos pode se beneficiar com esta vantagem para os usuários. Na rede lotérica, por enquanto, há pouca informação definindo se o novo sistema será positivo.

A partir de 16 de novembro, todas as transferências bancárias serão mais simples e a entrada do dinheiro em conta, imediata. Com o novo sistema de pagamentos instantâneos do Banco Central, o correntista poderá mandar dinheiro para outra pessoa ou empresa independentemente de qual seja a instituição em que tenha conta, 24 horas por dia, sete dias por semana e a compensação será na hora. As transações serão gratuitas e ocorrerão em segundos.

O Pix é um serviço de pagamentos instantâneos criado pelo Banco Central e permite a realização de transações financeiras em poucos segundos, 24 horas por dia, 7 dias por semana, inclusive em feriados. Poderão ser feitos pagamentos por compras e também transferências de dinheiro entre contas.

Qualquer pessoa que tiver conta (corrente ou poupança) em bancos ou fintechs poderá escolher as chaves que conterão os códigos bancários. O usuário poderá cadastrar seu CPF, email, celular ou um código aleatório. A partir daí, basta informar essa chave para quem for realizar uma transferência para sua conta e o crédito é feito em poucos segundos após a transação ser realizada. Em compras no comércio, o pagamento pelo Pix será feito mediante uso de QR Code ou link.

Para o setor de jogos a implantação do novo método não impacta substancialmente, já que os sites mantêm parceria com empresas de métodos de pagamento por ainda não estarem estabelecidas no Brasil. Além disso, de modo geral os sites de apostas já têm uma integração digital com os métodos de pagamento e eles estão dentro do próprio sistema.

 

 

Leonardo Baptista, CEO da Pay4Fun, comenta que o Pix já está totalmente integrado ao sistema e plenamente funcional. “Os usuários vão poder utilizar o Pix assim como hoje realizam suas operações por meio de transferência bancária por TED, boleto etc. Isso facilita muito para o usuário, que terá um QR Code na tela para realizar sua operação financeira. O novo sistema de transferências vem para facilitar a vida do cliente”, conta.

Outra empresa que avalia o Pix como um avanço é a GamersCard, que no começo do próximo ano já adotará as chaves para atendimento aos seus clientes. “O Pix é super importante, compreendemos e apoiamos todo o movimento que o Banco Central está fazendo, pois ele agiliza os pagamentos de contas entre pessoas e empresas, o fluxo do dinheiro”, diz Paulo Gerber, CEO da companhia.

Baptista, da Pay4Fun, lembra que as transações serão imediatas e 24 horas por dia, o que vai garantir muita agilidade à operação e satisfação de clientes e parceiros. “Hoje, alguns bancos as vezes levam mais de 30 minutos para confirmar uma transferência, o que incomoda o cliente, que muitas vezes precisa do crédito com rapidez”, afirma.

Gerber comenta que o novo método de transferências “é muito bem-vindo e nós do GamersCard, com certeza participaremos. Só não estamos nesta primeira fase, porque estamos nos preparando e em breve vamos disponibilizar aos nossos clientes a possibilidade de fazer pagamentos com o Pix”, afirma.

 

 

Atualmente com mais de 110 mil usuários, a Pay4Fun acredita que continuará crescendo, já que as casas de apostas ainda não estão operando fisicamente no Brasil e pelo fato de que muitos clientes preferem ter apenas uma operação de transferência para apostar em diversos sites.

“Somos uma carteira eletrônica integrada com mais de 100 sites diferentes, funcionando tanto para depósito quanto para retirada. O usuário que está acostumado com nossas ferramentas terá ainda mais facilidade para fazer seus aportes em cada um dos sites onde joga por nosso intermédio, assim como receber por suas vitórias”, explica Baptista. Segundo ele, as transações da Pay4Fun para as casas de apostas não mudam. “Não será o Pix, pois já temos uma integração própria da plataforma da casa de apostas conosco”.

Na rede lotérica por enquanto há muita especulação e pouca informação definindo se o novo sistema será positivo, negativo, se não mudará em nada nas operações e, principalmente, se haverá alguma mudança na arrecadação do empresário lotérico.

A informação consta da última edição do Jornal do Sincoesp (Sindicato das Casas Lotéricas). Segundo a Federação Brasileira das Empresas Lotéricas - Febralot, as lideranças do setor devem se reunir com a Caixa Econômica Federal para tratar do tema.

Fonte: GMB