DOM 25 DE OCTUBRE DE 2020 - 01:39hs.
Petra Zackrisson, diretora de desenvolvimento corporativo

“Betano está trazendo recursos completamente inovadores para o mercado brasileiro”

A casa de apostas europeia Betano escolheu o Brasil como sua primeira região para se expandir fora do velho continente. 'As principais razões para a entrada no Brasil são o futuro potencial de um mercado voltado para apostas esportivas e futebol', explica Petra Zackrisson, diretora de desenvolvimento corporativo da Kaizen Gaming (Stoiximan / Betano) em entrevista exclusiva ao GMB, onde também fala sobre seus planos no país, patrocínios locais, regulamentos, jogos ilegais, eSports e pandemia.

GMB - Para um usuário brasileiro acessar a Betano pela primeira vez, quais são os três principais pontos fortes do site?
Petra Zackrisson -
Se eu fosse falar de três pontos, com certeza seria inovação, métodos de pagamento locais e suporte, além de recursos especiais que elevarão os padrões da experiência de jogo. Mas, de fato, é muito mais do que isso. O site da Betano Brasil está trazendo recursos completamente inovadores para o mercado brasileiro, caso das Missões, desafios semanais para os membros da Betano e o Bet Mentor, uma ferramenta exclusiva para apostas múltiplas que visa a ser o maior aliado dos jogadores neste tipo de apostas.

Temos um produto bem forte com foco nas apostas esportivas, com mais de 300 modalidades diferentes, desde esportes tradicionais, como futebol, basquete, tênis, vôlei, até eSports, com transmissão ao vivo, MMA e política e entretenimento. Além disso, recursos como o cash out e match combo, que permitem colocar vários mercados de um determinado jogo em uma única aposta, certamente levarão a experiência de jogo para um novo nível. Nós também temos orgulho do nosso aplicativo móvel extremamente rápido e intuitivo (atualmente disponível para Android). Nós ganhamos o prêmio EGR Mobile Operator 2019 por conta deste aplicativo. Por isso, a experiência perfeita dos nossos clientes é sempre um objetivo fundamental para nós. Tudo isso precisa ser feito de forma responsável e sustentável, e é por isso que investimos muito em jogos responsáveis ​​e incentivamos nossos clientes a definir seus próprios limites.

O Brasil é um mercado muito especial, com características diferentes de países europeus ou EUA. Qual será o diferencial da Betano para o apostador brasileiro?
Somos uma empresa internacional e responsável, com uma abordagem localizada. Temos foco no cliente e, com isso em mente, desenvolvemos nossa oferta de produtos e serviços para o cliente local. Nosso objetivo é trazer uma experiência revolucionária de apostas esportivas através de nossos tecnologia de ponta e uma experiência amigável em todos os dispositivos. Um suporte customizado e local sempre foi um diferencial importante e pretendemos mantê-lo dessa maneira em todos os nossos mercados.

Antes de escolher o Brasil como o primeiro país fora da Europa, você certamente fez uma análise exaustiva do país. Que conclusões você tirou desse mercado? Quais são suas expectativas?
Absolutamente, estamos fazendo uma pesquisa de mercado completa em muitos países com o uso de especialistas locais para entender melhor as especificidades e como abordaríamos o mercado. As principais razões por trás de nossa entrada no Brasil são o potencial futuro de um mercado voltado para apostas esportivas e futebol.  O Brasil ainda está nos primeiros dias da migração de offline para online em nosso setor, enquanto a penetração móvel e social a interação online já é alta. Acreditamos que isso continuará a impulsionar jogos online e com uma regulamentação local, a população em geral também criará uma confiança mais alta neste canal. Também foram abertas discussões recentes sobre uma licença local para patrocínios, o que sempre desempenhou um papel importante em nossa estratégia. Com mais de 100 operadoras que visam esse mercado há muitos anos, a concorrência é feroz, mas acreditamos que temos um bom produto e excelentes serviços. Nossas expectativas são ainda cautelosas e vamos adotar uma abordagem ágil, aprendendo e adaptando à medida que expandimos com o apoio de especialistas locais.

 

 

Após a regulamentação e com um certo prazo de maturidade, é uma loucura imaginar o Brasil entre os três lugares mais importantes do mundo para o mercado de apostas esportivas?
Bem, é difícil dizer. No geral, depende muito da maturidade do comércio online e da economia geral, para que haja fatores macro claros que afetam nossa indústria. Pessoalmente eu acho que o número três parece muito ambicioso, apesar de sua grande população, mas talvez o top 10 possa ser atingível a médio prazo.

Você já viu que muitos sites que funcionam no Brasil investiram em patrocínio de clubes, TV, campeonatos, embaixadores etc. O que podemos esperar da Betano nesse cenário?
A Betano tem um forte DNA de apostas esportivas e uma enorme presença em patrocínios em todos mercados de atuação, variando de grandes times de futebol a campeões olímpicos. Somos orgulhosamente parceiros de vários times de futebol da Europa, como S.C. Braga e Marítimo em Portugal, Craiova e FSCB, na Romênia, e Olympiacos FC e PAOK FC, na Grécia. Além disso, a responsabilidade social corporativa sempre foi uma parte essencial do nosso marketing. Avaliar essa possibilidade e localizar os parceiros que compartilham os mesmos valores é a próxima etapa lógica.

Como empresa interessada, você certamente segue o processo de regulamentação de mercado que o Brasil está passando. Se você pudesse sugerir algumas diretrizes importantes para o governo, quais seriam?
As diretrizes estão lá fora, na experiência e na prática dos mercados que já foram regulamentados. O Brasil pode obter informações valiosas sobre o que funciona e o que não funciona, o que facilita os operadores a cumprir e como a regulamentação pode realmente funcionar para o benefício de todos. Este é um processo bidirecional e todas as partes interessadas devem ser incluídas na discussão, portanto os operadores certamente poderiam fornecer informações com antecedência, para que as limitações sejam definidas da melhor maneira possível. Uma estratégia clara desde o primeiro dia para os operadores definiria o tom certo e eliminaria as zonas cinzentas desde o início. Hoje é uma grande preocupação em muitos mercados europeus onde o regulador local falhou em bloquear o mercado negro, criando um campo de jogo injusto. Vale a pena notar que em certos mercados europeus a parte ilegal é avaliada acima de 40%. Portanto, seria preferível não regular demais o mercado na primeira etapa, definir uma taxa e taxa de imposto aceitável ​​para solicitar uma licença, a fim de estimular os operadores responsáveis ​​a se inscrever. O processo de licenciamento também é um desafio e deve ser planejado com cuidado. Os requisitos técnicos devem ser claramente definidos desde o início e os recursos humanos adequados devem ser envolvidos não só para lidar com o pedido de licença, mas também o trabalho em andamento após as primeiras licenças sejam concedidas. Muitos reguladores têm pessoal insuficiente para atender à indústria de maneira eficiente.

 

 

Os eSports já estavam crescendo e a pandemia posicionou essa vertical de apostas para substituir as modalidades ao vivo que foram canceladas. O Brasil é uma potência em jogos eletrônicos. Essa é uma área em que Betano também se concentrará? Os eSports podem estar no mesmo nível com esportes convencionais em pouco tempo?
De fato, os eSports, assim como a realidade simulada e os esportes virtuais, tiveram um grande impulso durante a pandemia. Não acreditamos que seja a curto prazo, no entanto, a médio e longo prazo é bem possível que isso aconteça. A nova geração está impulsionando uma mudança em termos de esportes. Sua impaciência pede jogos mais curtos e um tipo diferente de jogo. A Betano começou a investir em esports há alguns anos e continuamos a melhorar e desenvolver nossa oferta, mesmo que até o momento tenha sido limitada em nossos territórios atuais. Os eSports cresceram significativamente para Betano nos últimos meses, atualmente apresentando uma alta em termos de rotatividade para nós. Obviamente, com o retorno da NBA e dos principais eventos de tênis, esperamos que a FIFA e NBA2K tenham uma parcela menor de nossos negócios, mas é claro que eles continuarão atraindo clientes, devido à natureza rápida do jogo e disponibilidade 24/7 para os apostadores. Já estamos trabalhando para melhorar nossa experiência com produtos e clientes em eSports, pois também há um grande aumento nas soluções B2B para disponibilidade, feeds e dados de jogos.

A pandemia mudou os objetivos/metas que você tinha para o Brasil nestes primeiros tempos de lançamento? O que você pode nos dizer sobre os próximos passos da empresa?
O orçamento geral foi reduzido devido ao impacto da COVID-19 nas apostas esportivas. No entanto, nós decidimos manter o plano de lançamento que tínhamos inicialmente, bem como o recrutamento de uma equipe local. Como dito, nosso plano para o Brasil é ir devagar e melhorar ao longo do caminho com mais iniciativas de marketing e parcerias esportivas. Temos grandes planos para a nossa presença aqui. Continuaremos a desenvolver nossos produtos e a nos adaptar às necessidades locais, para melhorar nossas soluções de pagamento, produtos de cassino e serviços gerais. Afinal, somos um operador com foco nos clientes e a melhor experiência dos nossos membros sempre será nossa absoluta prioridade.

Fonte: Exclusivo Games Magazine Brasil