SÁB 10 DE DICIEMBRE DE 2022 - 05:34hs.
Sites entram na eleição

O Globo está de olho nas odds de casas de apostas dos candidatos à Presidência do Brasil

Um dos principais jornais diários do Brasil está muito atento às odds para a eleição presidencial de outubro. Em um artigo analisando o tema, O Globo destaca que os sites de apostas, tão conhecidos no futebol, agora estão atentos à corrida dos candidatos ao Palácio do Planalto. “Além da bet365, a Sportingbet, a Sportsbet.io, a Betfair, a Galera.Bet e a BetWay são algumas casas que oferecem esse mercado”, indica o periódico.

Não há mais dúvidas sobre o crescimento contínuo das casas de apostas no país, onde aos poucos vão ganhando espaço no cotidiano dos brasileiros. Conhecidos por sua forte presença no futebol, onde todos os times do Brasileiro da Série A têm algum tipo de patrocínio com empresas do setor, eles também estão totalmente envolvidos nas próximas eleições presidenciais no Brasil. Dessa forma, surge como mais um parâmetro para considerar qual dos candidatos tem maior chance de vencer a disputa.

Favorito nas pesquisas, Lula, do PT, aparece com uma odd de 1.57, na bet365, para assumir o posto de Presidente da República, a menor dentre os candidatos.

O atual presidente Jair Bolsonaro, do PL, vem logo na sequência com uma cotação de 2.25 para ser reeleito. Em terceiro lugar nas pesquisas, o ex-ministro Ciro Gomes, do PDT, também está presente nos sites com uma odd 67, ou seja, se apostar R$ 100 o seu retorno será de R$ 6.700.

Nota-se que essa cotação não difere se a vitória do candidato for no primeiro ou segundo turno. Inclusive, algumas casas possuem a aposta do candidato chegar ao segundo turno e, Lula e Bolsonaro, são os favoritos para essa situação. Além da Bet365, a Sportingbet, a Sportsbet.io, a Betfair, a Galera.Bet e a BetWay são algumas casas que oferecem esse mercado.

Simone Tebet, do MDB, que está em quarto lugar nas pesquisas não aparece nas casas de apostas, assim como os demais candidatos. Os sites não possuem cotações para a eleição de governador, deputado estadual, deputado federal e senador.

Fonte: O Globo