MIÉ 29 DE MAYO DE 2024 - 20:33hs.
SOS RS

Betano e Atlético Mineiro se unem em ações de solidariedade para ajudar vítimas das enchentes

Para ajudar as vítimas das enchentes no Rio Grande do Sul, a Betano e o Clube Atlético Mineiro organizaram duas importantes ações para ajudar a população gaúcha. Numa delas, promoveu a venda de ingressos solidários para a partida do Galo contra o Grêmio. Em outra, abriu a Arena MRV para o treino da equipe, com arrecadação das entradas destinada à campanha S.O.S. RS.

 

A Betano e Atlético Mineiro organizaram a venda de ingressos solidários para a partida do Galo contra o Grêmio. Até o final desta terça (14), os 46 mil ingressos comprados pela ação podem ser adquiridos por apenas R$ 10,00. O valor das vendas será doado para as famílias afetadas por meio da Central Única das Favelas (CUFA) com a campanha "S.O.S. Rio Grande do Sul".

Unindo forças com nossos parceiros, o Atlético Mineiro, ampliaremos nosso impacto e ofereceremos um apoio maior às famílias do Rio Grande do Sul. Vamos encher o estádio simbolicamente, ao lado não apenas de todos os fãs do Atlético Mineiro, mas de todos os brasileiros”, comenta Julio Iglesias Hernando, CCO da Kaizen Gaming, empresa de tecnologia de jogos dona da marca Betano.

Os ingressos solidários estão disponíveis para compra no site da Ingresse.

O jogo pelo Brasileirão Série A deveria ter acontecido no último sábado, 11, mas foi adiado devido aos desastres ocorridos no Rio Grande do Sul. No momento, é aguardada a confirmação da nova data pela CBF. Enquanto espera o momento de entrar em campo, o Galo se dedica a fomentar uma postura social valorizada pelo clube e pelos seus torcedores.

"Este é mais um gesto do Galo ao lado da Betano por uma nobre causa que esperamos que todos possam abraçar. Sabemos que sempre podemos contar com nossos torcedores, conhecidos como nossa Massa, para ajudar aqueles afetados por esta catástrofe", diz Bruno Muzzi, CEO do Atlético Mineiro.

A Central Única das Favelas (CUFA) é a organização que lidera uma mobilização nacional para auxiliar a população do Rio Grande do Sul em diversas frentes de emergência, incluindo a entrega imediata de itens essenciais a partir de 13 pontos de coleta e distribuição no estado.

Infelizmente estamos enfrentando mais uma tragédia. Estamos mobilizando o máximo de doações possíveis. Contar com a doação da Betano e outras empresas é fundamental para que a gente possa fornecer itens básicos para as vítimas do Rio Grande do Sul", afirma Kalyne Lima, presidente da CUFA Nacional.

 



Treino aberto na Arena MRV

As ações do Atlético em prol das vítimas no Rio Grande do Sul não ficam restritas ao ingresso solidário. O treino aberto do Galo na Arena MRV foi um show da Massa em um golaço de solidariedade. O evento contou com cerca de 32 mil torcedores, que prestigiaram a atividade do elenco profissional comandado por Gabriel Milito.

A totalidade da arrecadação da venda de ingressos será doada para o S.O.S. Rio Grande do Sul, por meio do Instituto Galo. O IG já arrecadou R$ 1 milhão para doar ao Sul. A família do atacante Hulk fez uma doação de R$ 100 mil para também ajudar com a recuperação do povo gaúcho.

O treino aberto teve quase 37 mil ingressos vendidos, com uma arrecadação total de R$ 666.090.

A Arena MRV foi decorada com as cores gaúchas: vermelho, amarelo e verde. O Galo Doido, maior mascote do país, entrou no gramado com a bandeira do Rio Grande do Sul como capa, e levantou a torcida. Também foi executado o hino do Rio Grande do Sul, e os jogadores se reuniram no centro do gramado antes do começo do treino.

 



O Atlético, através do Instituto Galo e em parceria com a MRV, promoveu o primeiro treino aberto da Arena na manhã do último sábado. Mobilização e união de forças de todos os colaboradores para recepcionar a torcida mais apaixonada do Brasil e unir forças para ajudar as vítimas das fortes enchentes que atingiram o povo gaúcho.

Estamos aqui para um evento de causa justa e nobre. Muito bacana o envolvimento de todos, a imprensa, a torcida, os nossos amigos. É um evento que ficará para a história, total certeza. Um momento de mostrar a nossa preocupação social por meio do Instituto Galo, o maior projeto social do futebol brasileiro”, diz Sérgio Coelho, presidente do Galo.

Fonte: GMB