SÁB 22 DE JUNIO DE 2024 - 23:01hs.
Nota oficial

VaideBet rescinde contrato de patrocínio máster de R$ 360 milhões com o Corinthians

A VaideBet rescindiu nesta sexta-feira (7), o contrato de patrocínio máster firmado com o Corinthians no início deste ano. Diversas suspeitas de irregularidades vinham sendo apontadas sobre o acordo e a casa de apostas esportivas usou o seu direito de findar a parceria acionando uma cláusua anticorrupção. Assinado em janeiro, era o maior do Brasil, R$ 360 milhões por três temporadas.

Denúncias de utilização de “laranjas” envolvendo a negociação do patrocínio entre a VaideBet e o Corinthians já vinham sendo apontadas há cerca de um mês. No final de maio a casa de apostas notificou extrajudicialmente o clube, pedindo explicações sobre as denúncias.

Após resposta do Corinthians, a VaideBet julgou que as explicações não foram suficientes e usou seu direito de rescisão, sem multa, a partir de uma cláusula do contrato que trata de anticorrupção.

 

Nota Oficial

“A VaideBet informa que exerceu nesta sexta-feira (7) a rescisão do contrato de patrocínio com o Sport Club Corinthians Paulista. Desde o início de abril a marca acompanha e solicita esclarecimentos sobre as suspeitas levantadas, tendo já realizado reuniões, comunicações formais e notificação extrajudicial. Diante das explicações apresentadas sem nenhuma resolutividade, a VaideBet lamentavelmente se vê obrigada a tomar tal atitude.

A marca avalia que não se pode manter a parceria enquanto pairar sobre o acordo qualquer suspeita em relação a condutas que fujam à conformidade com a ética e os preceitos legais. Só a dúvida, no crivo ético da marca, já é suficiente para determinar a rescisão - que foi exercida pela VaideBet suscitando cláusulas do contrato que protegem direitos da marca nessa decisão.

A VaideBet lamenta pelo fim de uma parceria que deveria ter durado no mínimo três anos e agradece, pelo carinho e pelo respeito, à imensa e apaixonada torcida do Corinthians, que diariamente sustenta a história e os valores da instituição.”

Fonte: GMB