VIE 12 DE JULIO DE 2024 - 14:32hs.
André Galego, country manager Brasil

“Proposta da iGaming Nuts é atender com conteúdo especializado as demandas do apostador brasileiro”

O Brasil vem se tornando um dos mercados mais promissores do mundo e atraindo olhares de diversas empresas internacionais. É o caso da iGaming Nuts, que decidiu apostar alto no país e vem colhendo os excelentes frutos. Em entrevista exclusiva ao GMB, André Galego, country manager local da empresa, explica como os resultados das operações em território nacional cresceram após a companhia investir em adaptar-se às peculiaridades da jurisdição.

Games Magazine Brasil - Conte-nos um pouco sobre a iGaming Nuts e qual é a proposta da empresa para o mercado brasileiro.
André Galego -
A iGaming Nuts é uma empresa de marketing de afiliados muito forte na Europa e que entendeu muito cedo que deve dar uma atenção maior ao Brasil quando decidiu vir para cá. O site Apostas Legais, por exemplo, nasceu em 2018, pouco após as casas de apostas começarem a operar no mercado brasileiro.

No entanto, logo percebeu-se que o usuário brasileiro tem certas peculiaridades que o tornam especial em relação ao europeu. Aqui, o apostador busca aprender muito mais antes de começar a apostar. Foi através deste insight que a empresa me recrutou para adaptar todo o conteúdo dos sites e a operação da empresa focando neste usuário mais exigente.

Hoje, a proposta da iGaming Nuts do Brasil é atender com conteúdos especializados as demandas do apostador brasileiro. Não medimos esforços para trazer informações e aprendizados relevantes no que tange o mundo das apostas em meio a esse cenário de regulamentação. Naturalmente, o mercado brasileiro começou a confiar muito mais em nossas recomendações e assim temos crescido exponencialmente, sempre proporcionando uma relação ganha-ganha entre os apostadores e as casas de apostas.

A iGaming Nuts já era forte em outros países, como a Holanda e a Polônia, como foi esse processo de adaptação ao Brasil?
O mercado europeu enxerga as apostas de uma maneira diferente. Muitas empresas do ramo de afiliados internacionais focam apenas em apresentar bônus, visando o usuário que quer uma solução rápida, e, sem dúvidas, isso costuma dar certo no exterior. Já a iGaming Nuts sempre buscou ir além, aliando-se com especialistas para criar conteúdos mais relevantes do que apenas uma simples oferta de bônus, o que também deu muito certo na Europa. Aqui no Brasil, buscou-se fazer a mesma coisa, e naturalmente essa é a mentalidade correta.

No entanto, a grande sacada foi perceber que o apostador brasileiro é ainda mais exigente do que o europeu. A porcentagem de apostadores mais leigos aqui é muito menor. O brasileiro quer entender totalmente o jogo e os mercados em que vai apostar. Ele quer sentir mais confiança na casa de apostas e no cassino antes de se registrar. Foi aí que a iGaming Nuts se comprometeu a ter um country manager brasileiro para atender essas demandas. Hoje, somos vistos como uma fonte de conteúdo de confiança em todas as vertentes.

A iGaming Nuts sempre teve um foco muito forte em mercados regulamentados, você acha que isso contribuiu para o sucesso da empresa no Brasil também?
Com certeza. O site Apostas Legais, por exemplo, já criava conteúdos falando sobre a regulamentação há muito tempo. Inclusive, temos uma linha editorial coberta por uma advogada especialista em direito esportivo, sempre buscamos ser referência nessa área. Como fomos pioneiros em educar o mercado sobre essas questões, naturalmente nossa autoridade foi crescendo após a regulamentação ser aprovada.

Hoje somos uma das principais fontes de notícias e conteúdos a respeito das mudanças positivas que a regulamentação das apostas trará ao Brasil. Isso só foi possível porque a iGaming Nuts leva extremamente a sério as apostas legalizadas, assim como os apostadores, o que nos levou a ser uma das fontes mais confiáveis sobre o assunto.

Nem todas as empresas que estão de olho no Brasil investem em uma operação nacional, você acha que isso fez a diferença para o sucesso da iGaming Nuts?
Certamente. O perfil brasileiro é muito diferente. Eu diria que temos os apostadores mais exigentes do mundo. Aqui, os usuários pesquisam muito mais sobre as odds, se interessam por mercados de aposta mais alternativos, pesquisam o RTP dos jogos de cassino, e fazem questão de saber o rollover do bônus de boas-vindas antes de depositar. O marketing de afiliados aqui é forte porque a sede de conhecimento do apostador brasileiro é maior.

Muitas empresas de afiliados que tentaram o Brasil, chegaram com uma receita de bolo. No entanto, ter alguém experiente no mercado brasileiro é essencial na hora de criar conteúdos mais relevantes. Existem coisas que somente alguém que entenda de Brasil consegue prever se fará ou não sucesso. Os crash games, por exemplo, caíram no gosto popular muito mais rapidamente por aqui do que na Europa. Se uma empresa do ramo de afiliados não tiver alguém que consiga prever certas tendências aqui no Brasil, ficará para trás.

Você crê que o Brasil continuará sendo o mercado de iGaming mais atrativo do mundo, mesmo com todas essas peculiaridades e com a regulamentação?
Sem sombra de dúvidas. Inclusive, essas peculiaridades são um dos fatores que tornam o Brasil tão especial. Além de seu mercado potencial gigantesco e da paixão que temos por futebol, o fato de sermos mais exigentes estimula a competitividade por aqui. As casas de apostas e os cassinos buscam sempre ser mais criativos para atrair usuários. Não basta apenas ter nome internacional, tem que entender de Brasil.

Ou seja, isso abre um leque muito maior de possibilidades para as casas de apostas e os cassinos de menor porte que buscam se destacar. Hoje, com uma boa estratégia de marketing de afiliados, eles podem conseguir uma fatia muito grande do mercado, basta entender o que o apostador brasileiro precisa. O fato de a iGaming Nuts ter percebido isso cedo certamente foi um divisor de águas. Já a respeito da regulamentação, isso só trará benefícios. O fato de apostar dentro da legalidade trará mais confiança aos brasileiros e a tendência é ter ainda mais pessoas se sentindo seguras para experimentar se divertir nas casas de apostas.

Fonte: Exclusivo GMB