TER 11 DE DEZEMBRO DE 2018 - 10:35hs.
Bob Santos, Secretário de Qualificação e Promoção do MTur

"Basta olhar para o exterior e perceber o quanto os cassinos movimentam no turismo"

Em palestra na maior feira de turismo do Brasil - a 46º ABAV Expo, em São Paulo (SP) -, o secretário de Qualificação e Promoção do Ministério do Turismo, Bob Santos, destacou os cassinos como outra importante tendência de mercado para o turismo no Brasil: 'Esse é um ramo que tem muito a agregar, embora ainda seja pauta legislativa'.

A diversificação dos canais de oferta e do padrão das experiências de hospedagem é uma tendência mundial. Em palestra na maior feira de turismo do Brasil - a 46º ABAV Expo, em São Paulo (SP) -, o secretário de Qualificação e Promoção do Ministério do Turismo, Bob Santos, afirmou que "o cenário de desenvolvimento do turismo acompanha duas grandes revoluções: a da era digital e a da busca pelo valor das experiências".

Para ele, “o grande desafio é não só acompanhar as tendências e nos adequarmos a elas, mas entender o impacto e efeito disso na vida das pessoas". Ele frisou que o compartilhamento de serviços vem conquistando o mercado de todos os setores e que o turismo se renova com base nessas transformações. "O Uber, as bicicletas amarelas aqui em São Paulo e o aluguel de lanchas no Lago Paranoá, em Brasília, são belos exemplos de como os valores de comportamento e também de compra estão passando por uma revisão”, analisou.

Para Santos, as iniciativas de capacitação dos prestadores de serviços turísticos são cruciais para fornecer experiências mais alinhadas a esse novo cenário de demanda qualificada. "Um dos grandes ativos do turismo brasileiro, a hospitalidade, depõe a favor disso. Nós já temos isso no nosso DNA, mas para melhorar a competitividade precisamos olhar hoje para o futuro e responder a ele imediatamente”, destacou.

Bob ainda destacou os cassinos como outra importante tendência de mercado para o turismo no Brasil. "Esse é um ramo que tem muito a agregar, embora ainda seja pauta legislativa. Mas basta olhar para o exterior e perceber o quanto eles movimentam em turismo para saber que precisamos desse fator de competitividade aqui", ponderou.

Em alusão à dupla comemoração do Dia Mundial do Turismo e o Dia do Turismólogo, comemorado no dia 27 de setembro, o dirigente parabenizou o empenho dos profissionais que contribuem para transformar o turismo brasileiro em um mercado de ponta. "Vocês transformam cidades em destinos inteligentes, movimentam ideias, realizam projetos e fazem a indústria da felicidade acontecer no Brasil. Só posso aplaudir e agradecer", finalizou.