TER 20 DE NOVEMBRO DE 2018 - 10:30hs.
Roadshows em São Paulo e Campinas

Resorts com cassinos de Curaçao trabalham pela chegada de mais brasileiros

Enquanto o Governo luta para aprovar os cassinos, com os quais se espera a arrecadação de bilhões de reais em impostos e a geração de empregos, os brasileiros estão indo mais a cada ano para Curaçao, no Caribe, com lindas praias e famosos resorts-cassinos que recentemente participaram de road shows em São Paulo e Campinas. Mais de 11 mil brasileiros viajaram para lá no ano passado. A agência de turismo da ilha espera 15 mil brasileiros este ano e 25 mil em 2019.

Resorts com cassinos de Curaçao trabalham pela chegada de mais brasileiros

Hoteleiros e empresas receptivas de Curaçao estão presentes no roadshow em São Paulo e Campinas

Hoteleiros e empresas receptivas de Curaçao estão presentes no roadshow em São Paulo e Campinas

Aconteceu no hotel Meliã Paulista no cetro de São Paulo um almoço voltado para jornalistas, que contou com a presença de representantes do Curaçao Tourist Board (CTB), resorts e empresas de entretenimento que falaram sobre o mercado brasileiro em Curaçao.

Para 2018, a meta de Curaçao para o mercado brasileiro é de receber 15 mil visitantes. Entre janeiro e abril, já foram 3.780 visitantes, um aumento de 7,3% quando comparado com o mesmo período 2017, quando a ilha recebeu cerca de 3.500 visitantes no mesmo período.

 “Curaçao, no mar do Caribe, é um dos destinos mais visitados da região. Willemstad, a capital, reúne construções preservadas com arquitetura típica da Holanda. São 40 praias de águas calmas e cristalinas, que chamam a atenção de um numero crescente de visitantes todos os anos” disse André Rojer, novo Gerente de Marketing para América do Sul.

Nacionalmente o principal emissor de turistas para Curaçao é São Paulo com 50% do fluxo de turistas seguido por Rio de Janeiro e Minas Gerais. Números positivos para a Curaçao levando em consideração que a média de gasto por pessoa na ilha é de cerca de 250 dólares por dia, já que cerca de 90% dos visitantes vão com o principal propósito de descansar e passar as férias em acomodações que são preferencialmente grandes hotéis (42%), seguido por alojamentos alternativos (30%), pequenos hotéis (15%) e bangalôs (13%).

Olhando para o futuro Curaçao prevê um aumento ainda maior do publico vindo do Brasil aumentando a meta de 2018 de 15 mil visitantes para 25 mil a partir do ano de 2019, impulsionando a América do Sul que ocupa o posto de terceiro lugar em envio de turistas até a ilha caribenha com um numero médio de 75 mil visitantes, atrás da América do Norte com uma exportação de 80 mil turistas e da Europa com 205 mil turistas por ano.

Pensando nisso o CTB realizou também no junho, um Roadshow em São Paulo e Campinas. Durante os quatro dias, a delegação composta por nove representantes de diversas empresas e produtos de turismo da ilha caribenha tiveram uma série de encontros com a indústria brasileira para educar, desenvolver novos produtos e aumentar a visibilidade de Curaçao no País.

A missão teve como objetivo reforçar e valorizar o investimento do Curaçao Tourist Board no Brasil, um de seus mercados prioritários. A programação incluiu uma rodada de negócios em São Paulo seguida de coquetel, treinamentos para agentes de viagens, encontros com diretores das principais operadoras de turismo e visitas a parceiros estratégicos.

A missão especial do Curaçao Tourist Board contou com a presença das empresas: Acoya Hotel Suites & Villas, Fiesta Tours, Hilton Curaçao, Kontiki Beach, Resort Curaçao, Papagayo Beach Hotel, Renaissance Curaçao Resort & Cassino, Santa Barbara Beach & Golf Resort Curaçao, Scooby Tours, Sunscape Beach Curaçao Resort, Spa & Casino.

“O trade é muito importante para nós, cerca de 35% do publico brasileiros que chega a Curaçao efetua a compra por meio de agências de viagens e operadoras, por conta disso vamos continuar capacitando os agentes de viagens para promover ainda mais o destino para o consumidor final”, finaliza André.
 

Fonte: GMB / http://www.mercadoeeventos.com.br