QUA 23 DE JANEIRO DE 2019 - 07:06hs.
Planejadores financeiros

CAIXA oferece consultoria financeira aos ganhadores milionários das Loterias

Constatar de uma hora para outra que se tornou um milionário pode deixar o ganhador em estado de choque por um tempo. Especialistas relatam que ganhadores de grandes prêmios das Loterias precisam de uns três dias para entender que podem realizar muitos de seus sonhos a partir de agora. Mas adquirir bens e investir em negócios não devem ser os primeiros passos. Planejadores financeiros da CAIXA oferecem atendimento especial para esses novos milionários e orientam cautela.

"Todos temos sonhos e quando ganhamos um prêmio de loteria, temos a oportunidade de realizar em um intervalo de tempo menor. Só que não precisa realizar todos os sonhos no dia seguinte", aconselha Tiago Ernane Fernandes Coutinho, gerente de Clientes e Negócios da Superintendência Regional Brasília Norte. Assim que o ganhador se apresenta em uma agência da CAIXA, o gerente que o atendeu faz a indicação para um Planejador Financeiro CFP© do banco, como o gerente Tiago Coutinho.

De acordo com a Planejar (Associação Brasileira de Planejadores Financeiros), o profissional CFP© avalia os objetivos, expectativas e necessidades de cada cliente visando desenvolver, apresentar e executar estratégias de planejamento financeiro adequadas ao perfil do cliente. Na CAIXA, este serviço especializado é disponibilizado para todos os clientes milionários do banco, incluindo os ganhadores de prêmios de loterias.

Segundo Tiago Coutinho, muitos batem à porta desses novos milionários oferecendo oportunidades de negócios, vendendo bens e pedindo ajuda. "Temos algumas experiências negativas de pessoas que usaram o recurso como se ele não acabasse e hoje não têm mais dinheiro", pontuou.

A orientação só pode ser dada a partir do momento em que esse gerente conhece o cliente. "A família, onde vive, o que tem de patrimônio, se tem dívidas, já é poupador, se está aposentado ou desempregado ou se trabalha. Assim podemos oferecer uma orientação adequada", diz o gerente. Tomar cuidado com a descrição é outra orientação para não expor a família a riscos desnecessários.

Quanto às aplicações financeiras, segundo Coutinho, a principal recomendação é que o cliente não coloque todos os ovos em uma única cesta. "É importante ter acesso aos produtos financeiros que atendam às expectativas de curto, médio e longo prazos", recomenda. Segundo ele, muitos podem não ter tanto controle com relação às finanças e deixar todo o recurso disponível pode permitir cair em tentação. "Oferecemos alternativas de investimento que os clientes podem acessar a qualquer momento e também sugestões com menor liquidez, o que proporciona, em reciprocidade, maior rentabilidade", explica.

Pagar dívidas e quitar financiamentos
"O primeiro passo é eliminar dívidas e quitar financiamentos. No segundo momento, montamos um planejamento financeiro para o novo milionário", fala a gerente de Clientes e Negócios da CAIXA em São Paulo, Marcela Sayuri Murakami Uwagoya.

Segundo ela, a maioria dos clientes entende que pode ter os rendimentos provenientes desse recurso bem investido e assim se manter por muito tempo sem diminuir o patrimônio. "Em um terceiro momento, damos o suporte para o cliente olhar se vai adquirir algum bem", diz a gerente do Escritório Exclusivo de São Paulo.

A experiência que Marcela Uwagoya tem nesse atendimento mostra que a maioria dos ganhadores não quer chamar a atenção e por isso não mudam logo o padrão de vida. "Muitos querem viajar, nunca tiveram essa oportunidade", contou. "Deixamos claro que estamos aqui para ajudar a perpetuar esse patrimônio que acabou de adquirir", completa.

Perpetuar o prêmio
"Viver do rendimento e conseguir não mexer no prêmio principal", é a dica do gerente de Clientes e Negócios em São Paulo, Daniel Geroldo Resende. Segundo ele, muitos querem se tornar empreendedores, mas orientamos sobre se aquele negócio é rentável para o momento lembrando que todo empreendimento tem custos e despesas.

Resende relata que alguns clientes que nunca tiveram a oportunidade de serem empresários acham que agora que possuem recursos devem investir em mercados. "Se esta não é a expertise, mostramos que ele deve primeiro aplicar os recursos, visualizar o rendimento e ter tempo para estudar sobre o negócio que gostaria de investir", explica o gerente.

Futuros ganhadores
Para os futuros ganhadores, Daniel Resende indica que "é preciso ser discreto e não agir pela emoção, mas pela razão". Já Tiago Coutinho recomenda serenidade. "Que ao receberem seus prêmios que busquem informação com um especialista. A CAIXA oferece a consultoria adequada para que o cliente utilize o recurso da melhor forma possível, realize todos os sonhos e ajude a família, sem diminuir consideravelmente o valor principal".

Marcela Uwagoya lembra que é preciso ter consciência de que o dinheiro é um bem finito e que acaba se não souber administrar. "Se atender caprichos ou se ludibriar pelo tamanho do valor, esse dinheiro acaba tendo um fim. Mas se o recurso for bem administrado e bem gerido, com certeza esse ganhador terá um patrimônio que vai perpetuar por várias gerações e iniciar a construção de algo que vai ser levado adiante por muito tempo", aconselha.

Fonte: GMB / Caixa