SEG 25 DE MARÇO DE 2019 - 12:46hs.
Após sinais de regulamentação

Casino Estoril tem interesse no mercado brasileiro

O presidente da Estoril-Sol, empresa que detém a concessão do Casino Estoril, Mario Assis Ferreira, demonstra interesse em inaugurar um casino-resort no Brasil quando a atividade estiver regularizada. São Paulo, Rio de Janeiro, Espirito Santo e regiões do Sul são prováveis locais. “Trabalhamos em contato com o governo para que entendam a diferença dos tipos de cassinos e que regulem as apostas legais no Brasil, diferente do que acontece no País como jogo do bicho,” disse Assis Ferreira.

O Estoril-Sol recebe centenas de turistas brasileiros e por isso vê potencial no mercado, o qual considera ter potencial para ser o maior do mundo em relação a apostas esportivas. Além disso, Ferreira destaca que a segurança e economia portuguesa fazem com que brasileiros se mudem com frequência para Portugal. Diferente do que acontece com Las Vegas e Uruguai, onde brasileiros costumam viajar por três ou quatro dias, apenas para visitar os cassinos.

Isso mostra que, segundo Ferreira, o brasileiro tem um prazer intrínseco pelo jogo. “Os brasileiros gostam de jogo. Trabalhamos em contato com o governo para que entendam a diferença dos tipos de cassinos e que regulem as apostas legais no Brasil, diferente do que acontece no País como jogo do bicho.”

Com um dos climas mais amenos da Europa, excelente em segurança e com uma economia bem distribuída, Portugal tem sido cada vez mais escolhida como moradia por brasileiros que vão à Europa. “Não compensa investir em promoção no Brasil. Até porque somos considerados um dos melhores destinos para se viver. Lisboa a melhor cidade. Isso obviamente é a melhor publicidade”, comenta.

Caso os jogos de azar sejam legalizados e os cassinos possam entrar novamente no Brasil, a Estoril-Sol já demonstra interesse em possíveis localizações para a inauguração de um casino-resort no país. Hoje se fala em São Paulo, Rio de Janeiro, Espirito Santo e regiões do Sul como prováveis locais.

Fonte: GMB / Mercado e Eventos