MAR 31 DE MARZO DE 2020 - 07:29hs.
Segundo o jornalista da Globo, Ancelmo Gois

Rodrigo Maia está preocupado com a forma com que a liberação dos cassinos vem ganhando forma

Rodrigo Maia, que tem defendido a volta dos cassinos acoplados a projetos turísticos no Brasil, anda preocupado com a forma com que a ideia vem ganhando forma na Câmara. O lobby é para liberar tudo: máquinas, jogo do bicho e outros tipos de jogatina. 'Se for aprovado dessa forma, você inviabiliza economicamente os cassinos. E um tiro no pé', disse o presidente da Câmara dos Deputados, segundo a informação publicada hoje pelo Blog do Ancelmo Gois, no O Globo.

Maia participou do primeiro Almoço do Empresário de 2020, realizado pela Associação Comercial do Rio de Janeiro (ACRJ) na segunda (10). Na oportunidade, ele promoveu uma palestra sobre "A Câmara dos Deputados e a Pauta de Reformas em 2020". O evento aconteceu na sede da ACRJ, na Rua Candelária, 9, no Centro do Rio.

Segundo o site especializado em jogo BNLdata.com.br, nesse encontro, o presidente da Câmara informou que “o problema é que o pessoal do jogo quer legalizar tudo e isso não vai dar”. “Estou convencendo os deputados a votarem apenas os cassinos integrados, caso contrário não tem como passar”, comentou Maia, segundo informações exclusivas dessa mídia.

Vale lembrar que após várias reuniões no Brasil e nos EUA com representantes do grupo Las Vegas Sands, Rodrigo Maia tentou ano passado, sem êxito, convencer os líderes a levar a votação apenas a legalização dos cassinos em resorts e não todo o jogo como propõe o PL 442/91.

Em 2018, ele defendeu votar a proposta com mecanismos de “regulação forte” para liberar cassinos no Rio de Janeiro e em São Paulo. O presidente da Câmara afirmou que a regulamentação dos cassinos é importante para o País, já que poderá gerar empregos e arrecadação para os governos.

A reeleição de Maia somado ao apoio público que já tem expressado o governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel, o prefeito da capital carioca, Marcelo Crivella, o ministro de turismo, Marcelo Álvaro Antônio, e o governador de Minas Gerais, Romeu Zema Neto, a iniciativa de aprovar os cassinos em resorts no Brasil parece ser o passo mais próximo que dará o governo de Jair Bolsonaro em referência à legalização do Jogo para gerar recursos econômicos para o país.

De acordo com Maia, estudos mostram que a implantação de cassinos integrados a hotéis pode resultar na criação de 250 mil a 300 mil empregos no País, além de resultar em uma arrecadação de até R$ 25 bilhões para os governos. Ele estima que até 32 cassinos podem ser construídos no Brasil, se o projeto conseguir consenso e for aprovado.

O líder da Câmara também voltou a defender a agenda das reformas, destacando a tributária como a mais importante neste momento. O parlamentar disse que o sistema tributário brasileiro cobra mais impostos do consumo do que da renda, o que gera mais peso sobre as pessoas mais pobres e deixa os tributos mais leves para a elite. "É a mais importante reforma que temos para fazer", defendeu.

Fonte: GMB