DOM 25 DE OCTUBRE DE 2020 - 02:20hs.
José Calisto, presidente da AEHSRJ

“Com essa pandemia, a legalização dos cassinos iria ajudar muito o turismo no Brasil”

José Calisto é presidente da AEHSRJ (Associação dos Empregados em Hotéis e Similares do Rio de Janeiro) e, atualmente, está tentando pressionar a legalização dos cassinos e bingos no Brasil. Durante uma entrevista exclusiva ao GMB, ele afirma que os benefícios de regulamentar os jogos de azar são os maiores motivadores para encabeçar essa luta. “Isso vai colocar no mercado de trabalho 300 mil trabalhadores com a CLT e outros 300 mil indiretos de imediato”, revela.

GMB - Recentemente, AEHSRJ postou na sua rede social um pedido de legalizar os jogos de azar. O que os motivou a isso e quais benefícios pode trazer para equipes de hotelaria a legalização dos jogos de azar no país?
José Calisto -
O que nos motivou foi ver os benefícios para a hotelaria e similares, colocando no mercado de trabalho 300 mil trabalhadores com a CLT e outros 300 mil indiretos de imediato.

O Ministério do Turismo já falou sobre a intenção de liberar cassinos em resorts. Como é vista pela AEHSRJ a possível decisão de ter cassino apenas dentro de resorts?
É importante legalizar os cassinos no Brasil mesmo que em primeiro momento seja em resorts, em um segundo momento expandindo para o restante dos pontos turísticos e outros.

De que maneira vocês vão impulsionar esta iniciativa? Como trabalharão para ajudar os legisladores pró-jogo?
Faremos abaixo-assinados e entraremos com pedidos de liminares junto à justiça em todas as suas instâncias e até mesmo no STF.

Muitos dos cruzeiros que veem ao Brasil têm atividades como cassinos e jogos de azar em geral dentro da embarcação. Como você vê isso enquanto a legalização dessas modalidades no país é deixada em banho-maria pelos políticos? Qual a intenção por trás desse atraso na regulamentação dos jogos de azar?
Ao meu ver, é uma questão de hipocrisia. Navios de turismo que têm cassinos com todos os tipos de jogos terem o direito de o fazerem enquanto os governantes e legisladores não legalizam os cassinos de forma geral no Brasil.

Os bingos são uma realidade clandestina no país. Acredita que se fosse legalizado geraria mais empregos e traria vantagens para os hotéis de luxo?
Sim, hoje existem cassinos e bingos espalhados pelo Brasil todo de forma clandestina, e no caso de ser legalizado geraria empregos e renda. Vale informar que essa pandemia causou um grande impacto na contratação de milhares de trabalhadores, que hoje estão desempregados.

O Brasil é um dos maiores países do mundo em termos de área e de população. Tem uma estimativa da quantidade de empregos que isso geraria dentro das equipes de hotelaria?
Em volta de 300 mil empregos diretos e outros tantos indiretos.

Com a atual pandemia, o turismo no Brasil certamente foi afetado. Implantar cassinos e liberar os jogos seria uma medida que levaria o país a voltar a crescer economicamente?
A legalização dos cassinos no Brasil com certeza ia ajudar muito na questão do turismo, ainda mais por conta da pandemia. Seria viável para a nova realidade pós-pandemia. Ressalto ainda a importância da geração de emprego e renda, inclusive com a arrecadação de tributos para os governos federal, estadual e municipal.

Fonte: Exclusivo GMB