JUE 13 DE AGOSTO DE 2020 - 16:58hs.
Pesquisa realizada pelo Sioux Group

Flamengo eSports lidera a lembrança entre os gamers brasileiros

Uma das maiores torcidas do futebol brasileiro, o Flamengo emprestou popularidade também para sua equipe de eSports. De acordo com a Pesquisa Game Brasil (PGB) 2020, o time lidera em lembrança entre os gamers brasileiros. Realizada pelo Sioux Group, por meio da unidade de negócios Go Gamers, ESPM e Blend New Research, a 7ª edição da PGB ouviu 5.830 pessoas em 26 estados e no Distrito Federal, no mês de fevereiro.

O estudo aponta que o público gamer está cada vez mais familiarizado e envolvido pelos esportes eletrônicos: 65,6% dos jogadores afirmam conhecer os eSports, alta de 6,7% em comparação com o ano anterior.

Questionados sobre o conhecimento em relação aos times, os gamers apontaram Flamengo eSports (79,1%), INTZ (68,5%), Kabum eSports (66,7%), RED Canids Kalunga (64,2%), paiN Gaming (64,1%), Black Dragons (61,8%), Team oNe (61,6%), CNB eSports Club (61,3%), Vivo Keyd (59,9%) e Submarino Stars (57,9%).

Allan Fernandes, VP comercial na paiN Gaming, identifica um histórico da equipe em revelar grandes nomes o que possibilita esse reconhecimento. “Grandes jogadores do cenário foram revelados pela organização, como brTT, Kami e Rakin. Pensando na parte mais corporativa, a paiN vem investindo constantemente na profissionalização de suas áreas (comercial, marketing e backoffice), melhorando conteúdos em redes, tanto para a comunicação da organização quanto para as entregas comerciais.” A paiN é patrocinada por Coca-Cola, BMW, Tinder e TIM e, recentemente, fechou com o banco BS2.

No ranking internacional da NewZoo, a paiN Gaming aparece em 12º em lembrança e a INTZ em 14º no recorte internacional já a Vivo Keyd está em 20º. Segundo Carlos Silva, head de gaming na Go Gamers, o desempenho de um time é um ponto importante de destaque.

“O Flamengo, por exemplo, teve uma grande atuação na cena de eSports em 2019 chegando a ser campeão do CBLoL.” No que diz respeito aos patrocínios, Carlos aponta que elas “trazem suas audiências e consumidores pela simples curiosidade da marca se envolver com esse meio. O que acreditamos como futuro é que essas marcas podem ser ainda mais relevantes quando entenderem melhor como os seus produtos irão se conectar com essa audiência.”

Lucas Almeida, CEO da INTZ, reforça a importância de que os clubes ofereçam emoção e experiência para reforçar a conexão com o público. “O engajamento sem igual de gamers com esportes eletrônicos ainda tem um retorno sobre investimento muito atraente para marcas dialogarem com essa geração adblock de Youtube, Netflix e games.”

Conteúdo e influência

A pesquisa também mostrou que 19,7% dos gamers consomem conteúdo de eSports diariamente, enquanto 17,5% o fazem uma vez por semana e 25,5% menos que uma vez por semana. Quanto aos ambientes com maior audiência, a pesquisa mostra o YouTube na liderança com 68,6%, seguido por Facebook (37%), Twitch (23,4%) e IGTV, do Instagram (18,7%).

O estudo também mapeou que 48,6% do público acompanha personalidades ligadas aos eSports, cujas cinco mais famosas são: “Yoda” (61,2%), “Alanzoka” (58,6%) “Fallen” (38,6%), “LevelUp 007” (34,6%) e “Nicks” (31,6%). Já as doações da audiência tendem a ser mais frequentes para streamers de LoL (8,1%), PUBG (6,2%), Warcraft III (6,2%), CS:GO (6,1%) e CS: 1.6 (5,3%).

Fonte: GMB / Luiz Gustavo Pacete - meioemensagem