SÁB 22 DE JUNIO DE 2024 - 23:44hs.
Alessandro Valente, cofundador e CEO

“Super Afiliados acredita na seriedade da indústria iGaming e vê futuro brilhante para o Brasil”

Alessandro Valente, CEO da Super Afiliados, concedeu entrevista exclusiva ao GMB, quando destacou o crescimento impressionante do setor de apostas esportivas e jogos online no Brasil. Para ele, a seriedade da indústria tem impulsionado negócios e permitindo o avanço de feiras como o Afiliados e Gaming Brasil e o BiS SiGMA, do qual ele foi cofundador. Em 2025, o evento terá um dia extra de exposição e 50% a mais de espaço na planta.

 

Games Magazine Brasil – Participar pelo 10º ano da Afiliados Brasil é uma demonstração da confiança no mercado de afiliação no iGaming?
Alessandro Valente –
Não só nisso, mas no nosso setor como um todo, que é o que mais cresce. O mercado de apostas, para quem não sabe, é um dos maiores e afirmamos isso com a convicção de quem está há 10 anos batalhando no Afiliados Brasil, que abriu as portas para esse setor. Estivemos na primeira edição do evento, em 2014, e seguimos confiantes na atividade e apoiando os organizadores.

Como você avalia a participação da Super Afiliados no evento e quais foram os resultados?
Tem sido ótima, pelo que nossa equipe tem reportado. Fantástico. Nós estamos com a Super Afiliados, com resultados excelentes, com o estande do BiS SiGMA e com o da Cactus, de quem somos parceiros, e a avaliação é de que o evento está cada vez melhor.

É um encontro que veio para ficar e marcar a indústria de iGaming no Brasil?
Devido ao nosso amigo, gênio, mestre e guru, o Flávio Raimundo. Esse cara fez um negócio fantástico, quebrando uma barreira e foi o pioneiro. É o único evento hoje que tem relevância em afiliação no Brasil, quiçá na América Latina.

Você citou o estande do BiS SiGMA. Saímos recentemente do evento, que foi um tremendo sucesso. O que o mercado pode esperar da edição de 2025?
Se você não esteve nesta edição de 2024, é imprescindível ficar atento às datas, estão lá no site. Será de 7 a 10 de abril de 2025, no Transamérica, novamente. Temos 50% a mais de espaço, graças a Deus e ao Transamérica, que ajudou muito. Em 2024 não pudemos acolher todas as empresas que quiseram estar conosco, mas o ano que vem vai ser muito maior e muito mais relevante, porque será pós-regulamentação, pós-licença. Teremos muita coisa nova para lançar nesse evento.

O próprio mercado já tem dito que o BiS SiGMA Américas se transformou na ICE da América Latina. Podemos considerar que realmente o evento se transformou?
Vamos pegar leve. A ICE é a mãe de todos os eventos do nosso setor. Mas podemos afirmar que temos crescido bastante e essa evolução não é por conta apenas do nosso esforço, mas um reflexo da própria indústria. Toda a indústria acaba refletindo por ter um espaço dentro do nosso evento. É um reflexo e uma consequência do crescimento da indústria.

Até porque se trata de uma indústria séria e focada realmente em negócio?
É uma atividade econômica extremamente forte e esse é um ponto importante. É uma indústria séria e cada vez mais presente no Brasil e em todo o mundo, no esporte, na cultura, no lazer, patrocinando diversos times etc. Posso afirmar que é uma das maiores indústrias do mundo e no Brasil também será, com certeza, com as licenças que sairão.

Fonte: Exclusivo GMB