SEG 10 DE DEZEMBRO DE 2018 - 06:24hs.
OGS Brazil 218

"A aprovação da MP846 abrirá a discussão para a regulamentação de outros jogos de apostas no Brasil”

A possibilidade de investimento em propaganda para os jogos, as apostas online em futebol e a importância da integridade dos esportes foram os temas que pleitearam o nono painel da OGS. Participaram a Diretora de Novos Negócios e relações governamentais para América Latina e Caribe da GLI, Karen Marcela Sierra-Hughes, Alexandre Manoel, secretário de acompanhamento fiscal de Energia e Loteria (Sefel) do Ministério da Fazenda e Mario Costa, diretor de Relacionamento do Sindicato dos atletas profissionais estado do de SP.

A Diretora de Novos Negócios e relações governamentais para América Latina e Caribe da GLI, Karen Marcela Sierra-Hughes começou o painel e falou sobre jogos e publicidade e, principalmente, sobre os critérios de integridade.

“Se você pega como exemplo o Reino Unido, 8% de toda a propaganda feita lá é usada para os jogos. É muita coisa e precisa ter toda uma regulamentação também de horário, por exemplo. E há também um ponto importante: a integridade. Na Colômbia, que regulamentou os jogos há pouco, tem a integridade regulamentada, sem ela os dados podem aparecer errados e envesar os resultados, de forma a prejudicar o jogador e a credibilidade do jogo. E para não ter benefício das equipes também é importante criar agências reguladoras que monitorem a integridade”, explicou Karen.
 


Alexandre Manoel, secretário de acompanhamento fiscal da Energia e Loteria (Sefel) do Ministério da Fazenda focou sua fala na questão da recente aprovação da MP 846, que passou na Câmara, no Senado e agora aguarda sanção ou veto do Governo. Para ele, a MP “abrirá a discussão para a regulamentação de outros jogos de apostas no Brasil”, além de ser uma importante vitória. 

Segundo o secretário, “antes a soma do Payout, do operador e impostos passava de 100%. Agora, pela primeira vez o Legislativo entendeu as três partes que compõe a Loteria e que se queriam mais recursos precisariam tirar de outro beneficiário social. Além disso, o Payout on-line e físico aprovados e previstos estão em encontro com os padrões mundiais. A loteria é um grande negócio aqui, o Governo tem uma parcela do faturamento e ele é sócio natural. Hoje, opera por meio da Caixa, mas há interesse em abrir e expandir o mercado como estamos fazendo com a loteria Instantânea que deve ser privada, mas terá estrutura do governo para o aumento potencial de vendas”, finalizou.
 


Mario Costa, diretor de Relacionamento do sindicato dos atletas profissionais estado do de São Paulo fechou o painel falando sobre o universo em que atua: o futebol. A sua fala foi focada também em integridade é a maior preocupação dele hoje, a manipulação de resultados.
 


“A manipulação de resultados é pior do que o tráfico de drogas e é um assunto que temos que nos preocupar muito. Quando eu falo de manipulação esportiva trato de tudo que acontece dentro das quatro linhas, desde de faltas a gols. No Brasil mesmo sendo proibida a aposta on-line de jogos, tem as offshores que fazem apostas e a Interpol tem mais de 100 pessoas na mira direta por isso, mas a falta de regulamentação e nossa legislação dificultam o processo para pegar essas pessoas e impacta na integridade do esporte”, afirmou, Costa.

Fonte: GMB