SÁB 26 DE SEPTIEMBRE DE 2020 - 08:41hs.
Juliet Adelstein, COO da Ganapati

“Independente da chegada de operadores estrangeiros, setor prova ser um mercado próspero pro Brasil”

Juliet Adelstein, COO da Ganapati e Co-CEO da GanaEight Coin, explora em um artigo do Gambling Insider os recentes desenvolvimentos nos mercados sul-americanos. Após considerações sobre o que está acontecendo na Colômbia e na Argentina, Adelstein menciona que as restrições do governo brasileiro ainda precisam ser levantadas após décadas de proibição, mas também considera que, com as operadoras estrangeiras entrando no mercado, “a indústria de jogos está claramente provando ser próspera para o Brasil.”

Juliet Adelstein, COO da Ganapati e Co-CEO da GanaEight Coin, explora os desenvolvimentos recentes em diferentes mercados da América Latina no artigo "Por que a América do Sul é algo a se assistir", assinado por Tim Poole e publicado pela Gambling Insider. Após uma visão geral da situação atual em outras regiões, como Colômbia e Argentina, Adelstein também fala sobre o Brasil.

“Apesar das previsões de que este seja um dos maiores mercados em potencial não apenas na região da América Latina, mas no mundo, ainda não existe uma indústria legalizada de jogos de azar no Brasil.” Mas, ao mesmo tempo, ela menciona que “seguindo a legislação de apostas esportivas do país sendo sancionada em dezembro de 2018, muitos estão dizendo que isso pode indicar a introdução de uma indústria de jogos online mais abrangente e regulamentada.”

Diferentes iniciativas estão sendo consideradas no Brasil para abrir a indústria de jogos no país. Mas também se sabe que a atividade leva décadas de proibição, uma questão importante a considerar até atingir uma abertura total. “Diz-se que as leis extremamente rigorosas do país sobre o tópico refletem as opiniões fortemente defendidas pelo governo pós-guerra de que havia um vínculo entre jogo e crime organizado, prostituição e lavagem de dinheiro”, diz Adelstein. “Apesar de as visões modernas terem mudado em relação a essas questões e um interesse claro e avassalador pelo jogo online ter se desenvolvido nos últimos anos, as restrições do governo ainda precisam ser levantadas”, acrescentou.

Mas, uma vez superadas essas dificuldades, Adelstein não duvida das possibilidades que a indústria de jogos pode gerar para o Brasil e sua sociedade. “Com operadores estrangeiros entrando no mercado, o setor está claramente provando ser próspero para o país. Isso levou muitos a acreditar que o Brasil está começando a perceber que pode estar na hora de fazer mudanças”, conclui.

Fonte: Gambling Insider (Tim Poole)