QUI 23 DE MAIO DE 2019 - 16:58hs.
Tiago Horta Barbosa, Diretor de Desenvolvimento Empresarial

“Sportradar é hoje a maior autoridade do mundo em materia de integridade esportiva”

Tiago Horta Barbosa, Diretor de Desenvolvimento Empresarial da Sportradar, também fará parte da audiência sobre jogo online no dia 22 de maio na Câmara dos Deputados. Ele oferecerá os conhecimentos da empresa em áreas chave como integridade esportiva. “Considero extremamente positiva e salutar a iniciativa do nosso Poder Legislativo de abrir suas portas para que especialistas compartilhem suas experiências”, afirmou ao GMB em entrevista exclusiva.

GMB - Qual o sentimento de ser chamado pelo Congresso Brasileiro para expor seus conhecimentos? Por que aceitou participar?
Tiago Horta Barbosa - Tenho um sentimento de imensa satisfação em vista da possibilidade em poder estar colaborando nesse momento tão importante em que se discute a regulamentação das apostas esportivas no país e também contente com a chance de expor um pouco do que sei sobre os meios necessários para a manutenção da integridade esportiva num cenário pós regulamentação. Ademais, entendo o convite como uma espécie de reconhecimento das autoridades do nosso poder legislativo em vista de minha atuação nessa área o que é algo obviamente gratificante. De nenhuma maneira eu recusaria esse honroso chamado.

No que acredita que você e sua empresa podem colaborar nesse momento?
A Sportradar tem atuado de forma bastante ativa em colaboração com autoridades públicas de diversas partes do mundo no tema da legalização e regulamentação das apostas esportivas. Ao longo dos anos pudemos acompanhar o desenvolvimento desse tipo de processo em vários países e entender como eles costumam e devem funcionar. Nossa experiência na área nos possibilitou uma ampla compreensão acerca do tema a partir de uma análise profunda acerca dos erros e acertos praticados nas diversas jurisdições. É exatamente essa expertise que pretendemos compartilhar com as autoridades públicas brasileiras nesse momento de debate. Estamos à disposição para ajudar na construção de um modelo positivo para o Brasil, ou seja que possa contribuir para o fomento da economia do país e atenda também aos interesses de quem empreende na área.

Já no que se refere especificamente à integridade esportiva, a Sportradar é hoje a maior autoridade do mundo no assunto. Acreditamos que um sistema regulado, para funcionar bem, deve ter preocupações nessa área e se esforçar para proteger a credibilidade e imprevisibilidade que sustentam os eventos esportivos e a indústria de negócios que o permeia. Regulamentação e ações de integridade devem caminhar juntas e isso é um fundamento importante que a Sportradar defende e sobre o qual eu irei falar. Um modelo que não observe de forma rígida os preceitos de integridade certamente não irá funcionar e por isso os reguladores devem estar atentos a isso.

Considera positiva a realização desta audiência? É um passo a frente ou mais de tantos que já tivemos no Brasil?
Considero extremamente positiva e salutar a iniciativa do nosso Poder Legislativo de abrir suas portas para que especialistas do seguimento das apostas esportivas compartilhem suas experiências e sugiram alternativas que possam contribuir para a construção e futuro aperfeiçoamento do modelo de regulamentação que será adotado. Talvez o ideal é que essa audiência tivesse ocorrido previamente à aprovação da MP 846 e promulgação da Lei n. 13.756/2018, mas mesmo agora acredito que há margem para que os parlamentares assimilem informações importantes que eventualmente possam compartilhar com os reguladores do Ministério da Economia. Enfim, o canal de debate sobre o tema que agora é fundamental. Tomará que possa se tornar permanente com vistas à constante melhora do modelo que será lançado.

Na sua perspectiva, com essa audiência e o novo governo...acredita que a legalização da atividade está mais próxima que nunca?
Não dá pra negar que a regulamentação definitiva das apostas esportivas no Brasil está muito próxima. A própria promulgação da Lei n. 13.756/2018, em que prazos foram estipulados para a definição das regras, foi um passo claro nesse sentido. A expectativa do mercado e creio que do próprio governo, em vista do potencial arrecadatório trazido pelas apostas esportivas, é imensa e creio que em breve teremos um bom sistema de apostas esportivas em pleno funcionamento no país.

Fonte: GMB