QUI 23 DE MAIO DE 2019 - 16:43hs.
Witoldo Hendrich, sócio da Online IPS

“O painel mostrará por inteiro ao Congresso como funciona o negócio do jogo online”

Terceiro convidado da série de entrevistas do GMB antes da audiência pública do dia 22 de maio sobre Jogos Online na Câmara, o advogado Witoldo Hendrich conta como participou da montagem da lista de palestrantes para o evento, afirma que o processo de legalização esta na direção certa e alerta para o perigo do “agora vai”: “Acho que o principal foco não é exatamente o quão próximo está, mas sim a qualidade de regulamentação”.

GMB -  Qual o sentimento de ser chamado pelo Congresso Brasileiro para expor seus conhecimentos? Por que aceitou participar?
Witoldo Hendrich: Este convite foi muito especial, diferente dos demais. Fiquei muito honrado com o convite que me foi feito pelo Deputado Federal Evandro Roman. Quando me convidou para falar, pediu que eu tentasse montar uma espécie de painel, voltado para o Congresso, que fosse capaz de mostrar por inteiro como funciona o negócio "jogo online”. Montamos, então, uma linha de raciocínio que será apresentada, ponto a ponto, por diversas pessoas. Falaremos, de forma concatenada: Eu, Rui Magalhães (Estoril Sol Digital), Cristina Romero (Loyra Abogados), Alexandre Fonseca (AFX Gaming), Francesco Rodano (Playtech), Karen Marcela Sierra (GLI), Luis Felipe Maia (FYMSA Advogados), Marzia Turrini (BMM TestLabs), Braulio Melo (Del. Policia Federal e Assessor Parlamentar), Mark Locke (Genius Sport), Tiago Barbosa (Sport Radar), José Augusto de Araújo Neto (Des. aposentado do TJRJ) e Pierre Tournier (RGA). Além desse nosso “painel", vão explorar outras formas de jogo os competentes Roberto Brasil e Edgar Lenzi, dentre outros, por convite direto do Congresso.

Então, todos esses nomes foram sugeridos por você?
Quase isso. Conversei com o Deputado e mostrei as habilidades de cada um deles e em que medida poderiam ajudar a Comissão a entender o “negócio”, como funciona, o que deu certo e errado em outras jurisdições. Com a aprovação dele, seguimos com os convites. Os nomes que integram esse painel a que me referi foram realmente sugestões minhas, mas todas debatidas e aprovadas pelo Deputado. Mérito dele, sem dúvida!

No que acredita que você e sua empresa podem colaborar nesse momento?
Estamos trabalhando duro há alguns anos já. Somos um provedor de pagamentos online e o diferencial que queremos mostrar para o mercado é o fato de estarmos 100% de acordo com a legislação vigente. Nosso compliance é muito restritivo e isso queremos ajudar o mercado a se regular de forma adequada.

Considera positiva a realização desta audiência? É um passo a frente ou mais de tantos que já tivemos no Brasil?
Essa audiência, juntamente com o lançamento da Frente Parlamentar com os Deputados Delegado Pablo (Vice-Pres.) e Bacelar (Pres.), são os eventos mais importantes do ano, até aqui. Certamente, agora estamos na direção certa.

Na sua perspectiva, com essa audiência e o novo governo...acredita que a legalização da atividade está mais próxima que nunca?
Acho que sim. Mas sem euforia. Essa euforia de que “agora vai” trouxe decepção nos anos anteriores. Acho que o principal foco não é exatamente o quão próximo está, mas sim a qualidade de regulamentação. Eu costumo dizer que regulamentar mal significa não regulamentar.

Fonte: Exclusivo GMB