SEG 16 DE SETEMBRO DE 2019 - 22:04hs.
Novo relatório da GamblingCompliance

Mercado brasileiro de apostas esportivas chega a US$ 1 bilhão em receita

De acordo com as previsões do novo relatório da GamblingCompliance, o mercado de apostas esportivas no Brasil deve valer mais de US$ 1 bilhão (R​​$ 4 bilhões) em receita assim que a nova legislação for implementada e o mercado começar a tomar corpo. “Sob as condições certas, esperamos que o Brasil possa se tornar um dos maiores mercados regulamentados de apostas esportivas do mundo nos próximos anos”, comentou o diretor jurídico e de pesquisa da GamblingCompliance, Kristal Rovira.

O relatório da GamblingCompliance, "Panorama de apostas on-line da América Latina 2019", inclui um resumo do clima regulatório para jogos on-line em outros países da América Latina.

As projeções sobre jogos on-line na América Latina apontam um cenário no qual os operadores terrestres e on-line geram US$ 1,04 bilhão em receita após cinco anos após o início de operação. O mercado brasileiro de apostas esportivas, no entanto, pode alcançar até US$ 1,56 bilhão sob um ambiente regulatório favorável e com forte aceitação pelos consumidores.

O relatório oferece um panorama atual no Brasil, tanto do ponto de vista legislativo quanto do futuro.

A assinatura, em dezembro de 2018, da nova Lei 13.756/2018, que legaliza as apostas esportivas de apostas fixas on-line e terrestres, iniciou uma janela de dois anos para que o governo estabeleça regulamentações, prorrogável por mais dois anos, se necessário.

Os operadores de apostas esportivas on-line terão permissão para reter no máximo 8% do total de apostas, sendo o restante distribuído para pagamentos de prêmios (mínimo de 89%), serviços públicos (2%) e entidades esportivas (1%).

A lei não especifica quaisquer custos iniciais de licenciamento, sugerindo que estes também serão deixados para a etapa de regulamentação. No entanto, ela estabelece uma taxa mensal (de US$ 15.000 a US$ 500.000) com base no valor do prêmio em dinheiro pago por um operador.

Tamanho do mercado

A GamblingCompliance estima que o mercado de apostas esportivas terrestres e on-line do Brasil valha aproximadamente US$ 1,04 bilhão a partir do quinto ano em um cenário-base. “Com um trabalho mais efetivo, estimamos que o mercado possa alcançar cerca de US$ 1,56 bilhão. Estima-se que as apostas online respondam por 60-70% do mercado total”, afirma o relatório.

Fatores que afetam o tamanho do mercado incluem: o marco regulatório; eficácia da execução; e outros esforços de expansão de jogos.

Potenciais operadores

  • GVC: Marketing televisivo da Sportingbet.tv - site de estatísticas voltado para o Brasil - tornou a Sportingbet uma das principais marcas de apostas online no Brasil.
  • bet365: O gigante da indústria também tem forte presença no Brasil.
  • The Stars Group: Com o poker definido legalmente como um jogo de habilidade, permitiu que o PokerStars criasse uma base de clientes considerável no Brasil.
  • NetBet: Operadora sediada em Malta, tem acordos de patrocínio com dois times do Campeonato Brasileiro.
  • 1xBet: Junto com a Bodog, a 1xBet começou a realizar publicidade através de painéis nos jogos do Campeonato Brasileiro.
  • Suaposta: Anteriormente propriedade do grupo Codere, a empresaa é licenciada para oferecer apostas online em corridas de cavalos no Brasil.
  • Globo: A gigante da mídia brasileira oferece um popular jogo de esportes de fantasia - Cartola - e publicou vários editoriais recentes a favor do jogo regulamentado.


“Com o Brasil e Argentina em busca de regulamentar a atividade, a América Latina tornou-se rapidamente mais importante estrategicamente para a indústria global de jogo online”, disse Kristal Rovira, diretor de pesquisa da GamblingCompliance. “Sob as condições certas, esperamos que o Brasil possa se tornar um dos maiores mercados regulamentados de apostas esportivas do mundo nos próximos anos.”

Para baixar uma cópia do relatório, clique aqui.


Fonte: Games Magazine Brasil / GamblingCompliance