VIE 4 DE DICIEMBRE DE 2020 - 10:23hs.
Jeferson Bezerra

Candidato a prefeito de Dourados irá propor ao governo uma loteria que financie a saúde

O jornalista Jeferson Bezerra e Messias de Souza são respectivamente candidatos a prefeito e vice-prefeito de Dourados pelo PMN. Ambos defendem uma ação inovadora que otimizaria o orçamento da saúde pública. “Podemos impulsionar uma loteria, similar às que são geridas pela Caixa, contemplando a rede pública de saúde”, afirmou Bezerra. Ele quer colocar a ideia em prática em janeiro de 2021. “É fundamental possuirmos mais opções de subvenção na saúde”, diz Messias.

“Em 2015, o ex-vice-governador e ex-deputado estadual George Takimoto já apresentou uma proposta semelhante, mas desejamos idealizar um concurso lotérico exclusivo para arrecadar fundos a serem aplicados na melhoria do atendimento, bem como na modernização da saúde douradense, porém devemos elaborar estudos jurídicos sobre a viabilidade disso, haja visto que é prerrogativa da União legislar na área”, disse Jeferson.

“A idéia é desafiadora, podemos impulsionar uma loteria, similar às que são geridas pela Caixa Econômica Federal, contemplando a rede pública de saúde. Tenho que parabenizar o Takimoto, médico há mais de 50 anos, especialista na área da Clínica Geral, Cirurgia Geral e Geriatria, ele domina com maestria essa teoria. Nós também defendemos que essa verba eventualmente arrecadada pela loteria, seja minimamente usada nas demandas básicas, como equipar e reformar das Unidades de Saúde, além de forma suplementar garantir o apoio ao funcionamento da clínica do rim, por exemplo, mantida atualmente por convênios na rede privada”, mencionou.

Jeferson explica que deverá encomendar os estudos técnicos a partir de janeiro de 2021, intermediando o apoio da Bancada Federal de Mato Grosso do Sul no Congresso Nacional, a fim de que seja implantado um projeto-piloto dessa loteria em Dourados.

“É fundamental possuirmos mais opções de subvenção na saúde, vejo que as pessoas já são judiadas e humilhadas na precarização do atendimento no Hospital da Vida, Unidade de Pronto Atendimento (Upa) e alguns Postos de Saúde, setores que enfrentam dificuldades, seja na área de recursos humanos e materiais. Nossa maior oportunidade será essas loterias existentes e dentro delas definir um valor a ser destinado à Dourados, sempre com finalidade específica”, finalizou Messias.

Fonte: Folha de Dourados