DOM 24 DE ENERO DE 2021 - 00:37hs.
Entrevista da relevante revista

ISTOÉ destaca posicionamento favorável à legalização dos jogos do Senador Angelo Coronel

A Revista ISTOÉ dessa semana destacou o posicionamento favorável à legalização dos jogos do Senador Angelo Coronel para contribuir com a geração de emprego e direcionar os impostos arrecadados aos programas de assistência social. O próprio Coronel mostrou a entrevista na suas redes sociais. “Principalmente em um momento de crise, o Brasil não pode abrir mão dessa nova fonte de empregos e recursos. Vamos juntos nessa luta!”, afirmou ele.

ISTOÉ - Por que o senhor vem defendendo a legalização dos cassinos no Brasil?
Sen. Angelo Coronel -
Esse projeto proporcionará a arrecadação de R$ 50 bilhões em impostos e incluirá milhões de brasileiros nos programas de assistência social do governo.

Como assim?
É que essa arrecadação extra de impostos possibilitará ao governo criar o Renda Cidadã. Para manter esse programa, o governo precisa de R$ 20 bilhões e não tem de onde tirar os recursos. O dinheiro dos cassinos poderia sustentar esse novo Bolsa Família.

Mas esse projeto é bem polêmico, não?
Nem tanto. Hoje, a Caixa já administra inúmeros jogos, como a Mega-Sena. Os cassinos podem gerar até 700 mil novos empregos no setor do turismo. E é disso que o Brasil precisa.

Na suas redes, Coronel agregou mais opiniões: “Tirando os jogos que a Caixa administra, como a Mega-Sena, todos os outros estão na clandestinidade e não geram nada de imposto e nenhum emprego formal. Principalmente em um momento de crise, o Brasil não pode abrir mão dessa nova fonte de empregos e recursos. Vamos juntos nessa luta!”.

Fonte: GMB