MAR 5 DE JULIO DE 2022 - 03:01hs.
Reunião em Brasília

Ministério da Economia recebeu o Betting & Gaming Council pela regulação das apostas no Brasil

O Secretario de Advocacia da Concorrência e Competitividade, Geanluca Lorenzon, e sua equipe receberam no Ministério da Economia Pierre Tournier, diretor internacional do Betting & Gaming Council (BGC) e representantes desse organismo, para conhecer mais sobre os avanços da iminente regulamentação das apostas esportivas do Brasil. Andre Gelfi, diretor gerente Brasil do Betsson Group, também participou da reunião, entre outros convidados.

Com Lorenzon, Andrey Vilas Boas de Freitas (subsecretário de advocacia da concorrência – SAC) e Iuri Castro (subsecretário de assuntos especiais, loteria e zonas de processamento de exportação) representaram o Ministério no encontro.

De sua parte, o BGC esteve representado por Tournier e Gelfi, com Danilo Gennari (sócio da Distrito Relações Governamentais), Gabriela Farina (Distrito Relações Governamentais) e Davis Hodge (sócio da Concordia Public Affairs).

Cabe recordar que atendendo ao decreto 11.036/2022, que reestruturou o Ministério da Economia, a Secretaria de Advocacia da Concorrência, a SEPEC, conta com um novo departamento, a Subsecretaria de Assuntos Especiais Loteria e Zonas de Processamento de Exportação, que tem como objetivo verificar e regular categorias lotéricas no Brasil e a regulação das apostas esportivas (quota fixa).

Este foi um dos primeiros encontros entre representantes do setor de jogo com as novas autoridades reguladoras brasileiras e segundo André Gelfi, a reunião foi mais do que positiva: “Fiquei muito otimista com a visão pública dos membros do Ministério da Economia responsáveis pela regulamentação das apostas esportivas”.

Me pareceram absolutamente comprometidos em concluir a regulamentação e licenciar os operadores no Brasil o quanto antes, dentro do prazo previsto em lei. Creio que o potencial de arrecadação das apostas na Copa do Mundo pesam neste sentido”, afirmou o executivo do Betsson Brasil em conversa exclusiva com o GMB.

No encontro, Tournier deixou claro que o BGC se coloca à disposição para compartilhar sua experiência e conhecimento em nível global sobre a temática caso o Ministério da Economia queira para culminar no texto do decreto que regulará o mercado brasileiro de apostas esportivas.

Como o único órgão da indústria, o BGC trabalha com seus membros, grandes e pequenos, para elevar os padrões, criar uma cultura de jogo mais seguro e construir confiança pública e institucional em sua indústria de classe mundial.

Fundado em 2019, o BGC representa mais de 90% das casas de apostas de varejo, operadores de apostas e jogos online, cassinos e operadores de bingo. Eles colocam o cliente em primeiro lugar para conduzir os padrões além dos requisitos regulatórios para garantir uma experiência de jogo e apostas mais segura e justa para todos.

Apostas e jogos são uma parte fundamental da dinâmica e diversificada indústria de lazer e entretenimento do Reino Unido. Contribui com mais de £ 3,2 bilhões em impostos e fornece trabalho para mais de 100.000 pessoas.

Fonte: GMB