VIE 12 DE AGOSTO DE 2022 - 12:54hs.
Compromisso do presidente da TurisRio

Comissão de Direito dos Jogos da OAB-RJ fará reunião no emblemático “Cassino Quitandinha”

A Comissão de Jogos da OAB-RJ realizou nesta quarta-feira, 11, o primeiro encontro do ciclo de debates sobre a regulamentação dos jogos desportivos, lotéricos e entretenimento no Brasil, reunindo diversos advogados especializados no tema. Após o sucesso do evento, os presentes tiveram o compromisso d presidente da TurisRio, Sergio Ricardo Martins de Almeida, de apoiar - institucionalmente – uma próxima reunião do grupo em Petrópolis/RJ, cidade icônica por ter abrigado um dos mais famosos cassinos do Brasil.

O Cassino Quitandinha é emblemático. Realizar uma reunião no seu espaço sobre a regulamentação de jogos é homenagear os 55 mil trabalhadores que foram demitidos dos cassinos no Brasil, em 1946, bem como lembrar os cerca de 300.000 trabalhadores demitidos com o fechamento dos bingos, entre 2004 e 2007”, salientou Sergio Ricardo, que já presidiu a Loterj.

 Este foi um dos inúmeros compromissos assumidos pelos presentes no Primeiro Ciclo de Debates sobre Regulamentação de Jogos na Ordem dos Advogados do Brasil do Estado do Rio de Janeiro (OAB-RJ).

O evento não somente levantou questões polêmicas como encaminhou propostas concretas como estas. Tanto que para o advogado, ex-presidente da TurisRio e da RioTur, Trajano Ribeiro, é fundamental realizar reuniões com os presidentes da Federação das Indústrias, da Federação do Comércio e da Associação Comercial sobre este tema que pode contribuir para a tão sonhada retomada do desenvolvimento econômico do Estado do Rio de Janeiro.

Temos que impor nossa agenda, não podemos mais perder tempo. O jogo é um ativo econômico histórico. Como pensar na nossa cidade sem lembrar do Cassino da Urca, o Copacabana Palace e do Cassino Quitandinha? São espaços emblemáticos da nossa identidade!”, comentou.

 O Especialista em Economia da Cultura, Luiz Carlos Prestes Filho, autor do livro que estava sendo lançado durante o evento, afirmou: “Concordo com o Trajano Ribeiro, temos de ser mais proativos. Por que não agendar reuniões de trabalho com os respectivos presidentes das instituições citadas?

O organizador do Ciclo de Palestras, presidente da Comissão Especial de Direitos de Jogos Desportivos, Lotéricos e Entretenimento, Paulo Horn, fez questão de ressaltar: “Nosso objetivo é este mesmo, levar para a sociedade a mensagem de que chegou a hora de regulamentar as atividades de cassinos, bingos, jogos do bicho e outros jogos similares. Todos os países da América Latina regulamentaram as atividades de jogos, o Brasil não pode perder o bonde da História.

Para a representante da Associação Brasileira de Cassinos, Bingos e Similares (Abrabincs), Ana Paula Gatti, foi muito reveladora a palavra do Diretor de Loterias e Negócios Mobiliários e Licitações do Governo do estado do Maranhão, Jhonatas Mendes Silva: “A exposição deste agente do poder  público demonstra que os governos estaduais e municipais entenderam que a regulamentação dos jogos é algo irreversível. Muito em breve será uma realidade. As instituições públicas devem fazer a lição de casa, se preparar para uma nova realidade que bate à porta. Temos que trazer mais e mais agentes públicos para este debate.”

A mesa denominada de “Fantasy Sports” teve como destaque a palavra de Bárbara Teles que também integra a comissão no Rio de Janeiro, Secretária-Geral da CEDJDLE da OAB-DF, Advogada de Regulatory and Public Affairs do Rei do Pitaco, que apresentou o mais amplo panorama dos negócios já estabelecidos no país neste campo: “Os horizontes são infinitos!

Marcelo Matos, Secretário de Ciência e Tecnologia do Município do Rio de Janeiro, traçou um panorama das ações da Coordenação de Games e e-Sports, primeiro órgão no Brasil voltado para a área: “Nossa secretaria é uma das melhores aceleradoras e incubadoras do país no Statup. Estamos desenvolvendo projetos de games com crianças e adolescentes com muito êxito. O mercado tem demanda, nos entendemos que temos que atender esta demanda. Por esta razão, é muito importante no futuro próximo realizar ações conjuntas.”

O evento da Comissão Especial de Direitos de Jogos Desportivos, Lotéricos e Entretenimento terminou com o lançamento do livro “Brasil, você tá duro porque quer! – debate sobre a regulamentação de cassinos, bingos e jogo do bicho” de Luiz Carlos Prestes Filho. Estavam presentes os autores de artigos da publicação como Roberto Brasil Fernandes, Renato Regazzi, Trajano Ribeiro e Paulo Horn, o presidente da comissão.

Fonte: GMB