SEG 10 DE DEZEMBRO DE 2018 - 06:50hs.
No dia 12 de dezembro, em Brasília

Comissão Executiva de Empregados da Caixa insistirá em evitar a concessão da Lotex

A Comissão Executiva de Empregados da Caixa Econômica Federal (CEE/Caixa) definiu a pauta que será levada à reunião com a direção do banco, que acontece no dia 12 de dezembro, em Brasília. A lista de assuntos que serão discutidos pelos representantes dos bancários foi definida pelos próprios empregados da Caixa, em consulta aberta pelo Sindicato e demais entidades representativas. Eles deixarão claro que não será aceito o fatiamento da Caixa com a venda da Lotex.

"A participação dos trabalhadores foi fundamental neste contexto, para que a gente pudesse ter um panorama real do que vem preocupando prioritariamente os empregados da Caixa. Agora vamos levar nossas reivindicações para a direção do banco e cobrar garantias para os bancários”, afirmou o dirigente sindical Dionisio Reis, coordenador do CEE/Caixa.

A categoria bancária esteve mobilizada nesta quinta-feira 29, Dia Nacional de Luta contra o fatiamento da Caixa, simbolizado pelo leilão da Lotex, que estava marcado para o dia 29 e foi adiado para 5 de fevereiro.

Para eles, a privatização da Loteria Instantânea é mais um ataque que a Caixa vem sofrendo pelo governo federal, por isso o movimento sindical está promovendo a campanha Não Tem Sentido, em que empregados e cidadãos em geral possam mandar seu recado em defesa do banco para que ele continue 100% público, forte e cumprindo seu papel social a serviço dos brasileiros.

Em todo o país, os representantes dos trabalhadores foram aos locais de trabalho e em praças públicas dialogar com bancários e a população sobre a importância do banco público para a sociedade e para o desenvolvimento socioeconômico do país.

Também foram distribuídos cartazes e preguinhas da campanha “Não tem sentido”, lançada em outubro pela Fenae, com os dizeres “Não tem sentido privatizar a Lotex”, “Não tem sentido fatiar a Caixa”, “Não tem sentido privatizar a Caixa”, “Não tem sentido enfraquecer a Caixa” e “Não tem sentido diminuir a Caixa”.

As mobilizações em defesa da Caixa 100% pública não param por aí. Hoje, os trabalhadores realizarão um Dia Nacional de Luta em defesa de todos os bancos públicos.

Fonte: GMB