QUI 5 DE DEZEMBRO DE 2019 - 21:39hs.
Não haverá redução dos valores

Ministério da Economia nega qualquer alteração no leilão da LOTEX

A Secretaria de Avaliação, Planejamento, Energia e Loteria do Ministério da Economia (SECAP/ME) esclarece que não há qualquer discussão ou tratativa com a Caixa Econômica Federal, ou qualquer outro órgão ou com entidade governamental, para redução do valor do leilão da Loteria Instantânea Exclusiva (LOTEX), como publicou a mídia Relatório Reservado no seu site. Outrossim, estão mantidas as datas da próxima quinta-feira (17), para entrega das propostas, e de 22 de outubro, para a realização do leilão.

Ao final de agosto, BNDES apresentou a nova licitação para concessão da exploração do serviço público da Loteria Instantânea Exclusiva (LOTEX), que será por 15 anos. Os editais foram publicados para modificar dois pontos centrais da modelagem: o pagamento da outorga e a experiência exigida do futuro operador. As propostas são recebidas até 17 de outubro e o leilão será realizado no dia 22, às 10h.

Agora, o pagamento pelo ônus da outorga fixa poderá ser realizado em até 8 parcelas, e mais em até 4 vezes, como previa uma resolução de setembro do ano passado, que já tentava facilitar esse item como forma de atrair investidores. No modelo original, o valor mínimo da outorga, que permanece em R$ 542,1 milhões, deveria ser paga em parcela única.

O site especializado em Economia informou erroneamente que a SECAP e a Caixa discutem a redução do preço mínimo fixado para o leilão da Lotex – R$ 542 milhões - como tentativa de salvar a licitação e evitar o vexame do que seria o sexto adiamento da operação.

Fonte: Games Magazine Brasil