QUI 19 DE SETEMBRO DE 2019 - 09:25hs.
LEILÃO SERÁ AMANHÃ (28)

Um consórcio de empresas apresentaria hoje sua oferta para ficar com a LOTEX

O prazo para a entrega das propostas de interessados em participar do leilão da LOTEX encerraria às 15h da última quinta-feira 23, porém foi ampliado pela Comissão de Outorga para às 18h do mesmo dia e, pouco antes de encerrado o novo prazo, foi novamente ampliado, dessa vez até às 14h de hoje, véspera do leilão de amanhã (28). O consórcio IGT/Scientific Games seria o único interessado que fará uma oferta.

Após seis adiamentos, desta vez o processo de licitação da Loteria Instantânea Exclusiva do Brasil parece continuar de maneira normal. Hoje é o último dia que as empresas interessadas tem para apresentar sua documentação.

Das 12 às 14hs, a B3 (Bolsa de Valores Oficial do Brasil, sediada na cidade de São Paulo) deve receber: Garantia da Proposta, Proposta Econômica Escrita e Documentos de Qualificação por parte das companhias.

Consultado pelo Games Magazine Brasil sobre os motivos desse último adiamento, Alexandre Manoel, secretário de Avaliação de Políticas Públicas, Planejamento, Energia e Loterias (SECAP) afirmou que “as decisões de alterações dos prazos de entrega das propostas e das datas de leilão da LOTEX são tomadas no âmbito do comitê de outorga desse serviço público. Contudo, podemos afirmar com total certeza que são movimentos que visam ampliar o grau de competitividade do certame licitatório”.

“Podemos, contudo, externar que as nossas expectativas são as melhores possíveis para que o leilão seja bem sucedido e a LOTEX venha a ser um grande marco no mercado brasileiro de loterias”, acrescentou Manoel.

A abertura das propostas econômicas escritas das proponentes cujas garantias da proposta tenham sido aceitas será na sessão pública do Leilão amañha (28) às 10.00hs. Nesse mesmo dia, será publicada no site a ordem de classificação das proponentes e se abrirão os documentos de qualificação apenas da empresa/consorcio classificada em primeiro lugar (isto é, da proponente que ofertou a proposta vencedora).

Até o momento, se sabe do forte interesse do consórcio formado pelos gigantes do mercado internacional de loterias, IGT e Scientific Games, que após analisar os editais e com as respostas da SECAP (Secretaria de Avaliação de Políticas Públicas, Planejamento, Energia e Loteria) a suas consultas, apresentariam uma proposta. 

No dia 13 de maio, o Ministério da Economia respondeu a uma consulta da IGT e da Scientific Games. Caso a recusa da empresa ganhadora em assinar o Contrato de Concessão decorra de um não acordo com a Caixa para o uso de sua rede lotérica, será aplicada uma multa correspondente ao valor integral da Garantia da Proposta mas não se aplicará a sanção de suspensão temporária de participação em licitação. Assim, as companhias multadas poderão ainda participar de novos leilões de apostas esportivas.

A expectativa de arrecadação do BNDES com a outorga é de, pelo menos, R$ 642 milhões em 3 anos. O prazo de concessão é de 15 anos. Antes, o governo falava em um lance mínimo de R$ 1 bilhão.

De acordo com o banco de fomento, poderão participar do leilão empresas com comprovada experiência no mercado de loterias instantâneas “com operações em patamares compatíveis com os projetados para a Lotex”.

Sairá vencedor o participante que apresentar o maior valor pela parcela inicial da outorga, considerando o piso estabelecido pelo governo de R$ 156 milhões. Além disso, o concessionário efetuará 3 pagamentos de R$ 162 milhões em até 12, 24 e 36 meses a partir da assinatura do contrato.

Fonte: GMB