MIÉ 7 DE DICIEMBRE DE 2022 - 07:38hs.
Saldo positivo

Loteria Mineira reúne principais operadores globais interessados na licitação de novas modalidades

Aconteceu nesta quarta-feira, 9 de novembro, a audiência pública da Loteria Mineira para preparação do edital que irá conceder à iniciativa privada a operação de novas modalidades lotéricas físicas no estado. Entre os participantes, destaque para Intralot do Brasil, Hebara, GLI, IGT e Scientific Games. Na avaliação de Ronan Moreira, foi um grande sucesso o encontro, que teve apoio dos principais players do mundo ao formato definido pela LEMG.

Quase 50 pessoas, incluindo representantes cerca de 15 possíveis exploradores das futuras modalidades lotéricas em Minas Gerais, estiveram presentes nesta quarta-feira, 9, na audiência pública realizada pela Loteria Mineira para ouvir contribuições e esclarecer dúvidas para a elaboração do Edital que concederá à iniciativa privada a exploração e operação de loterias tradicionais em meio físico. O contrato prevê uma arrecadação bruta mínima de R$ 5 bilhões durante os 20 anos de vigência.

Esta é a segunda audiência do certame, que recebeu contribuições de diversos players do mercado. A próxima etapa consiste na entrega de respostas aos questionamentos apresentados durante a audiência e em seguida o Edital da licitação internacional será publicado.

A ata da audiência pública pode ser consultada aqui.

Entre os principais pontos elencados pelos presentes, os destaques foram a questão das garantias, uma vez que está sendo exigido um valor fixo de R$ 100 milhões. Os presentes pediram que seja decrescente conforme a execução do contrato.

Outro ponto foi a remuneração da loteria, de 20% sobre o GGR, considerada alta pelos participantes, o que poderia diminuir a competitividade das novas modalidades em caso de alterações do payout para garantir atratividade. O temor dos presentes é que isso poderia reduzir substancialmente a rentabilidade do operador.

 

 

Também foi questionada a exigência da operação nos 853 municípios de Minas Gerais, o que torna a logística impraticável. Além disso, a utilização de terminais off-line também levantou dúvidas dos presentes, já que a Loteria Mineira optou pelo formato em função de um contrato em andamento, com a Intralot do Brasil, ser online. Entre as preocupações apresentadas está o fato de que por não ser online, as novas modalidades poderão se tornar obsoletas ao longo do contrato.

Os presentes exaltaram a importância da realização da audiência e a postura transparente da Loteria Mineira ao apresentar aos interessados todo o processo de preparação da licitação internacional.

O presidente da Loteria de Minas Gerais afirmou ao GMB que saiu satisfeito da audiência pelo entendimento dos presentes à forma como o processo está sendo conduzido. “Tivemos representantes de empresas nacionais e internacionais e os maiores entendedores do assunto. Foi muito produtivo e um dia de troca de experiências riquíssimo. O trabalho realizado permitirá que nosso conjunto documental fique ainda mais robusto. Foi um privilégio para nós, da Loteria Mineira, receber tão brilhantes e qualificadas mentes para contribuir com o processo de concessão de novas modalidades lotéricas à iniciativa privada."

Fonte: GMB