VIE 12 DE AGOSTO DE 2022 - 12:57hs.
Na reunião da Febralot com VPs da CEF

Rede pede liberação de venda de produtos das loterias estaduais

A Febralot reuniu lideranças dos sindicatos estaduais de lotéricos e novos executivos da Caixa para tratar das demandas da entidade e para dar as boas-vindas ao novo VP de Rede da CEF, Júlio Volpp. No encontro, o novo dirigente diz ter bastante conhecimento sobre a área e que pretende trabalhar pela sustentabilidade da rede em um trabalho conjunto com outras áreas para buscar novos convênios. Entre os pedidos aos VPs, destaque para venda de produtos de loterias estaduais.

A Febralot – Federação Brasileira das Empresas Lotéricas promoveu o encontro, na última quinta-feira, 28, entre as lideranças dos sindicatos estaduais dos lotéricos com novos executivos da Caixa Econômica Federal envolvidos com a atividade no intuito de dar as boas-vindas ao novo VP de Rede, Júlio Volpp, e para atualizar a nova equipe da CEF quanto às demandas da entidade.

Pela CEF, estiveram presentes, além de Volpp, Thays Cintra, VP de Produto de Varejo, Edilson Carrogi, VP de Fundos e Loterias, Cláudio Salituro, VP de Tecnologia da Informação, José P. S. Neto, Superintendente Nacional Canais Parceiros, e Rodrigo Hideki, Superintendente Nacional de Loterias. Representaram a Febralot o presidente Jodismar Amaro e os presidentes dos sindicatos estaduais.

Em suas palavras iniciais, Júlio Volpp se apresentou e disse que tem bastante conhecimento das loterias por ter trabalhado em suas funções recentes junto às áreas de interação com a rede lotérica. Disse que a partir da atualização que está fazendo junto a sua equipe e a partir da nova forma de gerir a Rede com a participação dos VPs das áreas afins e o contato que teve com a Febralot, através do seu presidente Jodismar Amaro, de quem recebeu os principais pontos de preocupação atuais, pretende trabalhar pela sustentabilidade da Rede através do trabalho conjunto com as demais áreas sempre buscando incluir novos convênios à Rede Lotérica e a sinergia com as agências.

O executivo afirmou ter ficado bastante impressionado com o interesse dos Lotéricos e pela presença em peso dos presidentes dos sindicatos estaduais. Aproveitou para justificar que a troca de três VP’s e do presidente da Caixa foi a razão para o atraso no processo de reajuste anual das tarifas dos serviços não jogos e adicionais, mas que em 15 dias ele será feito.

Outro ponto bastante discutido pelos presentes foi sobre a sustentabilidade da rede. A pandemia acelerou o processo de digitalização dos clientes e a rede necessita de novos produtos e serviços, pois as lojas têm ficado vazias em mais de 70% do mês. Foi solicitado à Caixa ações de curto e médio prazo para que a Rede possa ter novamente afluxo de clientes durante todo o mês.

Entre as várias ideias apresentadas aos novos executivos da CEF, está a liberação para venda das Loterias Estaduais no balcão das lotéricas, com ênfase naquelas já em andamento e o combate aos sites que oferecem apostas. Outro pleito foi o retorno da Loteria Instantânea e direcionamento da Lotex para a rede lotérica.

Todas as demandas serão analisadas pela Caixa e apresentadas as ações a serem adotadas para cada uma delas.

Fonte: GMB