LUN 27 DE MAYO DE 2024 - 12:27hs.
Estabilidade

Arrecadação das Loterias CAIXA no primeiro trimestre chega a R$ 5 bilhões e cresce apenas 0,4%

A Caixa registrou lucro líquido recorrente de R$ 1,9 bilhões no primeiro trimestre deste ano, conforme com números revelados nesta quinta-feira. Em comparação com o mesmo período do ano passado, houve queda de 23,9%. De janeiro a março, as Loterias CAIXA arrecadaram R$ 5,0 bilhões, valor 0,4% maior que o apurado no 1T22. O total de premiação líquida entregue aos apostadores foi de R$1,5 bilhão.

Os ativos da Caixa fecharam o primeiro trimestre em R$ 1,652 trilhão, crescimento de 11,1% no comparativo anual. Além da carteira de crédito, que chegou a R$ 1,036 trilhão (alta de 16,6%), o dado contabiliza a carteira de títulos e valores mobiliários e de derivativos, que chegou a R$ 249,4 bilhões, recuo de 1,4% em um ano.

Alguns destaques do período

*Carteira de crédito total com saldo superior a R$ 1,0 trilhão, crescimento de 16,6% sobre o 1T22;

*Saldo de R$ 659,3 bilhões na carteira de crédito imobiliário, crescimento de 14,4% em relação ao 1T22;

*Participação de mercado no crédito imobiliário de 66,5% no 1T23;

*Lucro Líquido Recorrente de R$ 1,9 bilhão no 1T23, redução de 5,3% sobre o 4T22 e 23,9% sobre o 1T22;

*R$ 5,0 bilhões arrecadados em Loterias CAIXA no 1T23, sendo 0,4% maior que no 1T22, dos quais R$ 2,0 bilhões foram para destinação social;

*R$ 119,4 bilhões em benefícios sociais pagos de janeiro a abril de 2023;

*R$ 53,6 bilhões em benefícios Bolsa Família pagos de janeiro a abril de 2023, para 21,3 milhões de famílias;

*Pagamento do Abono Salarial alcançou um montante de R$ 10,6 bilhões de janeiro a abril de 2023;

*R$ 38,2 bilhões em benefícios do INSS pagos de janeiro a abril de 2023;


Loterias CAIXA

No 1T23, as Loterias CAIXA arrecadaram R$ 5,0 bilhões, valor 0,4% maior que o apurado no mesmo período do ano anterior. O total de premiação líquida entregue aos apostadores no trimestre foi de R$1,5 bilhão.

As Loterias CAIXA constituem uma importante fonte de recursos para fomentar o desenvolvimento social do Brasil. No 1T23, foram destinados R$ 2,0 bilhões, o equivalente a 39,1% do total, aos programas sociais do Governo Federal nas áreas de seguridade social, esporte, cultura, segurança pública, educação e saúde, valor que é 2,0% superior ao registrado em 1T22, além do retorno à sociedade via pagamentos de imposto de renda.


Fonte: GMB