QUA 24 DE ABRIL DE 2019 - 03:18hs.
CONAJZAR concede licença para Daruma

Controvérsia sobre licitação para apostas esportivas no Paraguai

A Controladoria Geral da República (CGR) deve enviar sua opinião à Comissão Nacional de Jogos do Paraguai (CONAJZAR) sobre o processo de licitação para apostas esportivas. Apesar de uma série de irregularidades aparentes, a licença foi concedida à empresa local Daruma SAM em dezembro.

Ilse González, diretora geral de Controle de Contratação Pública da CGR, explicou que o documento será enviado ao CONAJZAR, durante o qual os detalhes sobre as alegadas irregularidades serão revelados. Ilse González disse que "deficiências" foram notadas no certame.

No mesmo dia em que os envelopes da licitação foram abertos, a Controladoria solicitou que o processo fosse interrompido, mas este pedido foi ignorado pelo CONAJZAR. "A opinião da Controladoria começou com uma queixa daqueles que iriam participar da licitação. Nós fizemos um estudo sobre aqueles que participaram desse concurso e realmente encontramos problemas na licitação, que virão a público quando o relatório for divulgado", disse Gonzalez.

A diretora também revelou que o processo tinha sido realizado com "velocidade única".

Em abril, a CGR havia sugerido o fim da licitação. No entanto, o processo prosseguiu e a CONAJZAR concedeu a licença à Daruma SAM, que opera sob a marca registrada Apostala.

Até agora, o Executivo não emitiu o decreto exigido para que o contrato entre em vigor. Se  seguir adiante, a Apostala será a única empresa autorizada a operar apostas esportivas em todo o Paraguai.

As acusações alegam que o processo de licitação foi direcionado para a Daruma Sam SA, que tem vínculos com funcionários do governo local, bem como membros do próprio conselho de jogos, de acordo com fontes de notícias locais.

Fonte: GMB / G3 Newswire