SEX 19 DE ABRIL DE 2019 - 04:04hs.
Para financiar luta contra o vício em jogos

Governo japonês propõe cobrança de R$ 60 para entrada em cassino

O governo do primeiro-ministro Shinzo Abe apresentou na quarta-feira aos legisladores do partido, durante uma reunião para permitir apostas em casinos no país, um plano que estabelece a cobrança de R$ 60 (¥2000) ienes aos residentes do Japão, para entrar nos cassinos.

O projeto de lei que irá vigorar em cassinos nos chamados “resorts integrados”, que incluem instalações em hotéis e eventos, deverá ser formalizado após a aprovação do Partido Liberal Democrata e do seu parceiro, o partido Komeito e entrará em regime no próximo mês.

O governo, na esperança de atrair mais turistas estrangeiros para o Japão com os casinos, planeja cobrar uma taxa de admissão de ¥2.000 ienes em todo o país para os residentes do Japão, independentemente da nacionalidade, ao mesmo tempo que oferece entrada gratuita para visitantes estrangeiros.

Fontes governamentais, disseram que, embora a maioria dos casinos no exterior não coletem taxas de admissão, o governo planeja introduzir o sistema de taxas em parte para financiar medidas para prevenir o vício em jogos de azar.

Uma lei que entrou em vigor em 2016 terminou com a proibição de casinos, desde que façam parte de resorts integrados, mas é necessária legislação adicional para determinar como esses resorts serão autorizados a operar.

Os tópicos discutidos na reunião dos legisladores do LDP na quarta-feira incluíram regras sobre pagamentos de impostos a serem pagos pelos operadores de cassino ao estado.

O governo também tem como objetivo definir a quantidade de lugares onde os casinos poderão ser construídos.

Fonte: GMB / IPC Digital