QUA 17 DE JULHO DE 2019 - 19:35hs.
Através da procuradora-geral

Massachusetts pede que o nome Wynn seja tirado do Everett Casino

A procuradora-geral da Massachusetts, Maura Healey, apelou para a Massachusetts Gaming Commission para revogar a licença de cassino concedida à Wynn Resorts para operar o cassino de US$ 2,4 bilhões no rio Mystic em Everett. Ou, pelo menos, não incluir o nome Wynn no local.

Seguindo as alegações de acusações de assédio sexual contra o fundador e ex-líder da Wynn Resorts, Steve Wynn, a procuradora-geral Maura Healey disse: "Está claro para mim que, se o que é alegado for verdade, o cassino não pode ter o nome de Wynn. Não estou convencida de que a empresa deveria ter uma licença. No mínimo, as autoridades estatais do jogo devem exigir que o cassino de US$ 2,4 bilhões não use o nome de Wynn."

"Eu estou certa de que essa é uma das coisas que deveria estar na mesa. Obviamente, as alegações desde o início, todas elas, têm sido horríveis e incrivelmente perturbadoras", acrescentou Healey.

O governador de Massachusetts, Charlie Baker, concordou ao dizer do potencial de uma mudança de nome para a propriedade: "Eu certamente acho que essa é uma das coisas que devem estar na mesa, com base em suas descobertas".

A Massachusetts Gaming Commission está investigando se os funcionários da Wynn Resorts estavam cientes das alegações antes da concessão da licença.

A porta-voz da Comissão, Elaine Driscoll, disse: "Atualmente, todas as opções estão na mesa. Devemos primeiro completar nossa investigação e ter uma análise completa dos fatos antes de determinarmos previamente os resultados ou especular sobre os próximos passos".

A Wynn Resorts disse que não está planejando mudar o nome do cassino ou da empresa. O resort deverá abrir no verão de 2019.

Fonte: GMB / G3 Newswire