SÁB 20 DE ABRIL DE 2019 - 09:11hs.
Marco histórico

China reconhece eSports como uma profissão oficialmente

O Ministério de Recursos Humanos e Seguridade Social da China (CMHRSS) anunciou 15 novas profissões no final de janeiro, incluindo “eSports professional” e “eSports operator.” A notícia segue a decisão do governo chinês de emitir oficialmente seu apoio e interesse nesta atividade setorial, desde o ano passado. Agora, os jogadores chineses terão ampliado os direitos de trabalho.

O termo “eSports professional” é definido como jogadores que competem em torneios eSports, se apresentam em eventos de eSports ou treinam com outros jogadores profissionais, de acordo com o CMHRSS. Enquanto “operador de eSports” é explicitamente classificado como aqueles que organizam ou desenvolvem conteúdo para torneios de eSports.

Além disso, o CMHRSS observou que o “impulssionamento de conta” é um dos principais trabalhos que acompanham a profissão de eSports. Impulssionamento de conta e trapaça são ofensas puníveis em League of Legends, Overwatch e vários outros títulos de eSports. A falta de comunicação entre o governo chinês e a indústria de eSports pode ser a razão para o termo “boosting” em uso, ou pode ser apenas um mal-entendido.

O termo impulssionamento de conta poderia ter sido usado pelo CMHRSS para fazer referência a jogadores usando a conta de seus colegas de equipe durante o jogo profissional, mas geralmente "impulssionamento de conta" é definido como o ato de um jogador entrar na conta de outro jogador com a intenção de aumentar sua classificação.

O anúncio da inclusão do profissional de eSports e do operador de eSports como empregos oficiais é um passo positivo para o crescimento dos eports na China. Isso significa que os jogadores chineses terão direitos de trabalho estendidos, dando-lhes acesso mais fácil aos vistos de trabalho e lhes permitindo mais liberdade.

Fonte: GMB / dotesports.com