SÁB 24 DE AGOSTO DE 2019 - 11:07hs.
Para 2020

Konami começa a construção de centro de eSports no Japão

A Konami, empresa de videogames e fabricante de slots entre outras negócios, vai investir em esportes eletrônicos com a construção de uma arena – a primeira no país asiático, segundo a companhia. A ideia é que o empreendimento fique pronto bem a tempo para as olimpíadas de 2020 – onde ainda se discute se os eSports vão aparecer como modalidade de apresentação.

O KCC Ginza vai abrigar um estúdio para transmissões de campeonatos, um centro educacional e uma área dedicada a espectadores com “os últimos sistemas de áudio, vídeo e comunicações”, além de uma loja de produtos dedicada aos eSports.

A Konami não é apenas uma empresa de videogames que desenvolve Pro Evolution Soccer e Metal Gear. A companhia atua uma grande diversidade de negócios, como o ramo imobiliário, academias de ginástica, estúdio de dublagem e cassinos. Agora o grupo vai entrar de cabeça no ramo dos esportes eletrônicos com a construção de uma arena – a primeira do tipo em solo japonês, declara a companhia.

A informação foi divulgada pelo site Siliconera e diz que a arena ficará no bairro de Ginza, no centro de Tóquio. O prédio vai ser nomeado como Konami Creative Center (KCC Ginza), terá 12 andares de altura e tem data de entrega prevista para novembro, com inauguração em dezembro, bem a tempo para as olimpíadas de 2020 – onde ainda se discute se os eSports vão aparecer como modalidade de apresentação.

A nova moda é o Apex Legends, e não demorou muito para as organizações de eSports investirem em grandes streamers.

Durante a “cerimônia de construção”, o presente da Konami, Kimihiko Higashio, declarou que “as pessoas que participam nos eSports vão, no futuro, ficar lado a lado com aquelas que praticam esportes na vida real como futebol ou até superá-los. Comparado com os pioneiros dos esports nos EUA e na Europa, o Japão ainda tem um longo caminho a percorrer. Entretanto, olhando por um outro ângulo, significa que o Japão ainda tem muito o que crescer”.

Ainda de acordo com o site, a KCC Ginza vai abrigar um estúdio para abrigar transmissões de campeonatos, contará com um centro educacional e uma área dedicada a espectadores com “os últimos sistemas de áudio, vídeo e comunicações”, além, claro de uma loja de produtos dedicada aos eSports.

eSports no Japão

Por muitos anos os esports foram considerados ilegais no Japão. A lei do país era bem rígida sobre como competições envolvendo videogames eram lidadas e, por muitos anos, as premiações não poderiam ultrapassar 100 mil ienes (o equivalente a R$ 3.500), o que acabou estagnando o mercado japonês na categoria até 2018, quando foi criado uma comissão do governo japonês para regular as competições no país, a Japanese eSports Players Union (JeSU).

Com a criação da JeSU, jogadores são classificados Profissionais, Junior ou Times e podem participar de torneios sancionados pela instituição. Desde então mais de 100 torneios foram disputados no território japonês, como o EVO Japan.

Fonte: GMB / ESPN