TER 25 DE JUNHO DE 2019 - 03:16hs.
Um total de 1.832 pontos de venda

Número de lojas de apostas esportivas continua estável na República Dominicana

Dando novas visões do mercado esportivo na segunda maior nação caribenha, o presidente da Associação Nacional de Lojas de Apostas em Esportes da República Dominicana, Ricardo Nadal, disse que o número de lojas de apostas esportivas continuou praticamente inalterado por mais de dez anos devido a política governamental implementada em 2016.

Essa política proibiu a abertura de mais lojas de apostas esportivas até 2021. Ele explicou que as maiores operadoras da região são Presidente, Merengue, Juancito, Gogo, JD, Dugout, Play, Bachata e Maxis.

Existem atualmente 1.832 lojas de apostas esportivas na República Dominicana, com a maioria localizada nas cidades de Santo Domingo, Santiago dos Caballeros, Higüey, La Romana, San Cristóbal e La Vega.

Os esportes americanos são os mais populares, especialmente o beisebol, que gera pelo menos 70% de todas as apostas esportivas, enquanto a NBA, o basquete universitário, o futebol americano e o hóquei no gelo respondem pela maior parte dos 30% restantes, disse ele.

As apostas esportivas são extremamente populares na República Dominicana e o setor vinha crescendo em um ritmo acelerado antes de o governo colocar um limite no número de lojas de apostas. Seu número aumentou em 74%, de 800 em 2000 para 1.393 em 2006, de acordo com estatísticas divulgadas conjuntamente pelo Ministério dos Esportes e pela Federação Nacional dos Parlamentares de Apostas em Loteria (FENEBANCA) crescendo a uma taxa de 30% ao ano.

As apostas esportivas são permitidas desde 1991, quando o governo colocou a indústria sob a supervisão do Ministério do Esporte, que recebeu permissão para conceder licenças e supervisionar o setor. No entanto, a lei foi alterada em 2006 para determinar que as máquinas caça-níqueis só poderiam estar presentes em lojas de apostas esportivas ou em cassinos. Antes disso, as máquinas caça-níqueis estavam amplamente presentes em mercearias e outras pequenas empresas.

Fonte: GMB / G3 Newswire