MAR 16 DE ABRIL DE 2024 - 16:36hs.
Emiliano Sanchez, Gerente de Desenvolvimento de Negócios da Endorphina

A América Latina é o próximo grande negócio?

Emiliano Sanchez, especialista em jogos que atualmente trabalha na provedora de software Endorphina como Gerente de Desenvolvimento de Negócios, publicou um artigo sobre a situação do mercado latino-americano. Um olhar rápido, mas completo, sobre a realidade dos jogos na região permite detectar oportunidades de investimento atraentes, bem como desafios que devem ser superados para aproveitar ao máximo as perspectivas de progresso no setor.

Confira o texto completo de Emiliano Sanchez:

Depois das visitas que fiz a Cancun, México, (Caribbean Gaming Show), Colômbia (FADJA), Peru (PGS) e Brasil (BgC), confirmei uma percepção pessoal anterior: a América Latina é um mercado vibrante e repleto de oportunidades. As recentes mudanças na regulamentação de jogos online na Argentina e no Brasil, bem como o atual desenvolvimento de mercados regulamentados como México, Colômbia e Peru, definem claramente uma linha de ação para qualquer empresa de jogos de azar: é essencial estabelecer presença nesses mercados o quanto antes. Estamos observando isso com empresas que investem em patrocínios em grandes equipes no Brasil (Betcris, Kashbet) e na atual competição por licenças em Buenos Aires, Argentina. A indústria percebeu a importância do mercado latino-americano, portanto, espera-se que mais empresas invistam na área.

ALGUNS DESAFIOS

No entanto, os jogos na América Latina têm alguns desafios a serem superados. Houve uma conversão progressiva de jogadores terrestres para o universo online. Desde a introdução do jogo digital em nossas vidas devido à proliferação de acesso à Internet e dispositivos móveis, a indústria se polarizou entre as duas modalidades de jogos. Parece que o land-based está competindo contra as apostas online. Mas nós, como uma indústria, tendemos a esquecer que os nossos concorrentes reais são outros serviços de entretenimento para adultos (serviços de streaming de filmes / séries, jogos virtuais sem jogos). Online e terrestre são dois lados da mesma moeda e, até que possamos desenvolver parcerias adequadas entre as empresas, continuaremos a ver este tipo de problema.

O QUE NÓS TEMOS QUE FAZER

Então o que vem depois? O governo de Buenos Aires parece estar na direção certa, tendo empresas internacionais on-line relacionadas a cassinos locais. Outra boa ferramenta para conversão e retenção de jogadores pode ser um programa de fidelidade forte, útil tanto para cassinos baseados em terra como online. Como podemos alcançar essa interação entre esses dois mundos de jogo? Precisamos de mais desenvolvimento nos métodos de pagamento (por exemplo, a M-Pesa no Quênia é um participante importante do mercado). Embora a Colômbia e o México tenham sistemas de pagamento sólidos, isso deve ser estendido a toda a região.

OPÇÕES PARA OS JOGADORES

Pontos terrestres (cassinos, lojas de apostas, agentes) são importantes, mas, para seguir em frente, devemos oferecer aos jogadores mais opções para decidir se querem jogar em casa, na rua ou levar os amigos a um cassino no fim de semana. Todas essas possibilidades de jogo devem trazer o mesmo resultado: o melhor entretenimento interativo para os jogadores. Há muito talento na América Latina para conseguir isso e empresas sólidas estão crescendo por lá. Alguns deles ainda não são conhecidos pela indústria europeia consolidada. Enquanto na Europa eles estão descobrindo o potencial da América Latina, essas empresas vêm se expandindo e se estabelecendo há anos. Deixar de reconhecê-los e de fazer parceria com eles provará ser um grande obstáculo para acessar esse enorme e lucrativo mercado. Por outro lado, estabelecer alianças fortes e de longo prazo com essas empresas inovadoras será uma ótima receita para o sucesso. O fortalecimento dos laços comerciais e estratégicos entre os jogos europeus e latino-americanos certamente será o próximo grande negócio a surgir na indústria.

* Emiliano Sanchez, atualmente trabalha na provedora de software Endorphina como Gerente de Desenvolvimento de Negócios, é um conhecido especialista em jogos com uma vasta experiência e conhecimento em retenção de jogadores, gerenciamento VIP, desenvolvimento de negócios, operações e distribuição de jogos em diferentes mercados internacionais.

Fonte: GMB / Gaming & Media News