DOM 31 DE MAIO DE 2020 - 14:27hs.
Pagarão 12% sobre a receita bruta

Colômbia modifica imposto para operadoras conectadas a sistemas de monitoramento online

O Governo Colombiano publicou um decreto segundo o qual os operadores de jogos conectados a sistemas de monitoramento online terão que pagar 12% sobre a receita bruta, menos o valor dos prêmios pagos. A iniciativa busca “ampliar a base de elementos, modernizar o setor de caça-níqueis, combater a operação ilegal e promover a profissionalização da indústria de jogos”, de acordo com o decreto.

Em abril, o Congresso Colombiano aprovou o Plano Nacional de Desenvolvimento apresentado pelo presidente da Colômbia, Ivan Duque. A mudança nas regras de jogo eliminará a taxa presumida do esquema de renda, o que significa que atualmente as operadoras precisam pagar impostos, mesmo que as máquinas não gerem vendas.

As mudanças no Plano Nacional de Desenvolvimento implicam que a partir de agora as operadoras paguem exclusivamente direitos operacionais de 12% sobre a receita bruta, desde que atendam aos padrões mínimos de conectividade e indústria, o que o Coljuegos terá até meados de 2020 para definir. Os novos regulamentos entraram em vigor em 1º de janeiro.

Por fim, a iniciativa busca “ampliar a base de elementos (do setor), modernizar o ramo de caça-níqueis, combater a operação ilegal e promover a profissionalização da indústria de jogos”, de acordo com a redação do decreto.

A Federação de Empresas de Cassinos e Bingo (Fecoljuegos), recebeu bem a mudança, dizendo que eram “ótimas notícias para a indústria, já que os esforços feitos em 2019 para alcançar a implementação do plano de desenvolvimento nacional foram muito importantes”.

Fecoljuegos pede por uma pesquisa mais rigorosa do governo sobre jogos ilegais há algum tempo e, em comunicado, afirmou que seu principal objetivo agora é trabalhar em conjunto para garantir a confiabilidade dos novos sistemas online e sua conectividade com máquinas caça-níqueis em toda a Colômbia.

Fonte: GMB / G3 Newswire