MIÉ 21 DE OCTUBRE DE 2020 - 09:41hs.
Complexo “INSPIRE Athens”

Mohegan obtém licença para o primeiro IR da Grécia com investimento de € 1,1 bilhão

A Hellenic Gaming Commission aceitou a proposta financeira da Mohegan Gaming & Entertainment (MGE) -GEK TERNA como vencedora provisória no processo de licitação para a concessão de um cassino no projeto Hellinikon. O complexo “INSPIRE Athens” abrigará um hotel superluxuoso (um dos maiores da Europa), um centro de conferências e exposições, um espaço cultural e esportivo e um cassino de 15.000 metros quadrados.

“Tudo correu conforme o planejado e com um preço excepcional para o Estado grego”, comentou no Twitter o ministro do Desenvolvimento, Adonis Georgiadis, após a notícia, destacando que o preço era cinco vezes superior ao lance mínimo. “Estamos avançando”, disse ele.

O investimento, com um patrimônio líquido de 1,1 bilhão de euros, dará início a todo o desenvolvimento da área que compreende o antigo aeroporto de Atenas, na costa sul.

O complexo, que o consórcio chamou de “INSPIRE Athens”, será desenvolvido dentro e em torno de duas torres principais, uma de 200 metros e outra de 100 metros de altura.

De acordo com a licitação do consórcio, incluirá um hotel superluxuoso com 3.450 leitos. Isso corresponde a cerca de 1.700 quartos, estimam fontes do mercado. Esse seria, de longe, o maior hotel cinco estrelas, não só na Ática, mas também no país, e um dos maiores da Europa.

Além do hotel de 120 mil metros quadrados, o consórcio desenvolverá um centro de conferências e exposições de 23,7 mil metros quadrados e um centro esportivo e cultural com capacidade para 10,5 mil pessoas que poderá receber desde shows a jogos de futebol.

O cassino em si terá 15.000 metros quadrados, a superfície máxima permitida pelo decreto presidencial. Haverá também lojas, locais de entretenimento, restaurantes e outros negócios.

O início da execução do investimento está previsto para meados de 2021, após a homologação do contrato de concessão pela Assembleia da República e a emissão das licenças de construção.

Fonte: GMB / Greek Reporter