MAR 20 DE OCTUBRE DE 2020 - 22:11hs.
Redução de 12% no período de julho a agosto

Dados da UK Gambling Commission detalham impacto da covid-19 no comportamento de jogos

A Gambling Commission publicou dados que mostram como a flexibilização das medidas de bloqueio do coronavírus impactou o comportamento de jogo online e do Licensed Betting Operator (LBO). O bimestre julho-agosto registrou queda de 12% do GGY (Gross Gambling Yield), o que representa a segunda queda mês a mês consecutiva no GGY desde abril.

Os dados de jogos de azar online, coletados dos maiores operadores online, cobrem os meses de março a agosto.

Entre julho e agosto, o GGY diminuiu mais 12% (para £ 406 milhões), impulsionado predominantemente por uma diminuição nas apostas em eventos reais.

Durante o mês de junho, a Gambling Commission relatou uma aparente liberação da demanda reprimida por apostas online após o afrouxamento de algumas restrições de bloqueio e a reintrodução de vários esportes de primeira linha. A falta desses eventos em agosto parece ter impactado o GGY para apostas em eventos reais, que diminuíram 21% em relação a julho.

O número de apostas (queda de 12% em relação a julho) e o número de jogadores ativos (queda de 10% desde julho) também diminuíram, indicando a dependência de apostas em eventos reais no futebol de primeira linha, com a Premier League que terminou em julho tendo impactado os números de agosto.

Os caça-níqueis continuam sendo o produto online que apresentou a menor mudança em relação a julho. Agosto é o segundo mês consecutivo em que os números relatados não mudaram significativamente, pois o GGY aumentou 1% (para £ 164 milhões).

Embora o gasto por sessão tenha diminuído 13% para £ 10,39 desde a reabertura inicial dos LBOs em junho, ainda permanece mais alto do que antes do bloqueio (£ 8,72). O número de giros por sessão diminuiu 1% (para 125) entre julho e agosto.

Três por cento do total de sessões duraram mais de uma hora em junho. Embora tenha diminuído ligeiramente em agosto, ainda permanece acima do nível pré-bloqueio. Com as restrições operacionais em vigor nas instalações de varejo, isso pode ser motivado pela disponibilidade de máquinas ou desejo do consumidor de não perder seu lugar.

Fonte: GMB