LUN 10 DE AGOSTO DE 2020 - 08:26hs.
US$ 195 milhões em 2019

Agência de controle de jogos colombiana anuncia ano recorde de taxas de licença

O presidente da Agência de Controle de Jogos da Colômbia (Coljuegos), Juan Pérez Hidalgo, anunciou que a entidade arrecadou um recorde de US$ 290 milhões desde 2012 em taxas de licença, um aumento de 124% desde aquele ano. “Somente em 2019, o dinheiro captado foi de US$ 195 milhões, 16,2% em relação a 2018; da mesma forma, entre dezembro de 2015 e 2019, aumentou 75%”, afirmou Pérez Hidalgo.

Os cassinos, bingos e casas de caça-níqueis representaram 57% - o equivalente a US$ 111.781.546. Eles foram seguidos pelos jogos da loteria Super Astro, com 14% (US$ 26.628.191) e Baloto e Revancha, com 12% (US$ 24.390.115), em 2019. O segmento de jogos de apostas on-line contribuiu com 10% (US$ 20.029.201).

“Os jogos em terra (sem incluir as loterias) cresceram 11% em receita no ano passado, passando de US$ 101 milhões em 2018 para US$ 111 milhões em 2019, em acordos assinados, com 2.752 estabelecimentos operando em todo o país e 88.546 máquinas caça-níqueis disponíveis", disse o presidente da Coljuegos.

Um resultado semelhante foi obtido pelo jogo da loteria Baloto e Revancha em termos de cobrança por direitos de exploração no final de 2019, pois experimentou um crescimento de 12%, atingindo US$ 24 milhões, em comparação com os US$ 22 milhões coletados em 2018. O setor on-line registrou um aumento muito grande de 81% em relação a 2018.

O jogo Super Astro registrou um aumento de 15% no valor arrecadado, de um total de US$ 23 milhões em 2018 para US$ 26 milhões em 2019. “Em 2019, o processo de seleção de operadora para este jogo nos próximos cinco anos avançou e espera-se que durante a vigência do novo contrato de concessão, aproximadamente US$ 104 milhões sejam cobrados pelos direitos de operação”, afirmou o presidente da agência.

Fonte: GMB