LUN 21 DE SEPTIEMBRE DE 2020 - 05:45hs.
Crise do coronavírus

Governo do Reino Unido ordena fechamento temporário de lojas de apostas e cassinos

O governo do Reino Unido instruiu todos os cassinos, lojas de apostas e salas de bingo a fechar temporariamente como parte de seu último conjunto de providências para combater a propagação do Covid-19. O primeiro-ministro Boris Johnson anunciou as medidas e disse que essas instalações devem permanecer fechadas até novo aviso, com o governo a rever a situação a cada 28 dias, enquanto a pandemia global de coronavírus continua.

As lojas de apostas, as salas de bingo e os cassinos estavam entre as várias instalações ordenadas para fechar temporariamente como parte das medidas mais recentes, com restaurantes, cafés, pubs, bares, cinemas, teatros, boates, academias de ginástica, centros de lazer e museus, entre outros locais também impactados.

O governo disse que os fechamentos são aplicáveis por lei na Inglaterra e no País de Gales devido à ameaça à saúde pública, com qualquer empresa que opere em violação aos Regulamentos de Proteção à Saúde (Coronavírus, Fechamentos de Negócios) 2020 será considerada uma quebra da lei.

Os oficiais da Environmental Health and Trading Standards monitorarão a conformidade com os novos regulamentos, com o apoio da polícia.

O governo também anunciou uma série de medidas para apoiar financeiramente qualquer uma das empresas afetadas e seus funcionários. O Chanceler Sunak estabeleceu detalhes do Coronavirus Job Retention Scheme, que ele disse ter sido projetado para ajudar a proteger os empregos das pessoas afetadas pelos fechamentos forçados.

Se uma empresa optar por reter um trabalhador durante o período de fechamento, as novas subvenções governamentais cobrirão 80% de seu salário, totalizando 2.500 libras esterlinas por mês, acima da renda mediana do Reino Unido. Os empregadores também podem optar por aumentar ainda mais esses salários, se assim o desejarem.

"Isso significa que os trabalhadores de qualquer parte do Reino Unido podem manter seu emprego, mesmo que seu empregador não possa pagar, e receber pelo menos 80% de seu salário", disse Sunak.

Os novos planos complementaram um conjunto de medidas para proteger as empresas anunciadas dias antes, que atraíram críticas do Conselho de Apostas e Jogos (BGC) por excluir as firmas de jogos de azar.

Em 18 de março, Sunak anunciou ajuda governamental as empresas que podem ser desproporcionalmente afetadas pela pandemia, incluindo a isenção de pagamento de tarifas por 12 meses a todas as companhias de varejo, lazer e hospitalidade.

A Business Rates Local Authority Guidance, que instrui as autoridades sobre quem é elegível para isenção de taxas de negócios, exclui especificamente "cassinos e clubes de jogo” e classifica as lojas de apostas de varejo como serviços financeiros em vez de lazer, o que significa que também não são elegíveis.

No entanto, o BGC estava muito mais otimista com as novas medidas em relação à ajuda do governo para salários e proteção de empregos, com o presidente-executivo do BGC, Michael Dugher, dando as boas-vindas à mudança.

Dugher disse: “Casinos e lojas de apostas, juntos, apoiam a maioria dos empregos na indústria de apostas e jogos - cerca de 64.000 empregos. Sem a capacidade de gerar receita com o futebol e as corridas de cavalos, responsáveis por 75% do mercado de apostas esportivas licenciado no Reino Unido, esses custos de emprego eram simplesmente insustentáveis no futuro.”

Dugher também disse que o BGC continuará pressionando o Chanceler para garantir mais apoio às empresas, em relação às medidas iniciais anunciadas na semana passada. "Também pressionaremos o Chanceler para que seja consistente e faça a coisa certa pelas pessoas em nosso setor, dando a elas o mesmo acesso para ajudar nas taxas de negócios de que todas as outras companhias de lazer desfrutam e que agora foram igualmente solicitadas a encerrar temporariamente”, ele disse.

Fonte: GMB / iGaming Business