LUN 26 DE OCTUBRE DE 2020 - 12:28hs.
Devido ao lockdown

MGM registra US$ 1 bilhão em perdas operacionais no segundo trimestre

O MGM Resorts International registrou uma perda operacional de US$ 1 bilhão no segundo trimestre, pois o bloqueio por causa do coronavírus manteve muitos dos locais de jogos da operadora fechados por grande parte do período de abril a junho. Mas o CEO Bill Hornbuckle disse que é improvável que a companhia considere vender uma propriedade doméstica em curto prazo.

O MGM Resorts International registrou uma perda combinada de US$ 1 bilhão no trimestre encerrado em 30 de junho, devido a uma queda de 91% na receita líquida.

O comunicado da empresa explicou que essas perdas foram “causadas pela suspensão temporária das operações domésticas da companhia, restrições contínuas de viagens em Macau, limitações no número de jogos de mesa permitidos em Macau e restrições no número de assentos disponíveis em cada em ambas as propriedades domésticas e de Macau.

"O grupo também foi afetado por outras restrições de distanciamento social nas propriedades domésticas e de Macau da empresa, incluindo o número de máquinas caça-níqueis disponíveis para uso, restrições de capacidade de propriedade e limitações de instalações", explicou a empresa.

Em uma teleconferência com analistas e investidores, o CEO da MGM Bill Hornbuckle, que recentemente removeu a etiqueta "provisória" de seu título, disse: "O ambiente operacional de curto prazo permanecerá desafiador e imprevisível, conforme os protocolos de tendências, saúde e segurança do caso COVID-19 e restrições de viagens continuam a impactar fortemente nossos negócios.”

"Continuamos focados, flexíveis e disciplinados na navegação nesse cenário em evolução, continuando a buscar nossas oportunidades de crescimento a longo prazo, apoiadas em nossa forte posição de liquidez", acrescentou Hornbuckle.

“Como tal, continuamos entusiasmados com a nossa oportunidade de resort integrado em Osaka, expandindo nossa presença em Macau e posicionando o BetMGM como um player líder nos mercados de apostas esportivas e iGaming nos EUA”, concluiu o CEO da MGM.

Fonte: GMB