MAR 26 DE ENERO DE 2021 - 16:28hs.
Futuro passa pelo jogo online

Analistas avaliam o impacto no LVS após a morte de Sheldon Adelson

Os analistas foram rápidos em avaliar o impacto sobre o Las Vegas Sands após a morte de Sheldon Adelson, com a visão de que o controle da empresa permanecerá com a família do magnata, com o atual Presidente e COO, Rob Goldstein, que deverá guiar a companhia para uma nova era de apostas esportivas online. “Adelson deixa uma firma saudável que acreditamos estar muito desvalorizada”, diz o analista Howard Jay Klein.

O analista da Morgan Stanley, Thomas Allen, observou que a empresa já anunciou um plano de sucessão temporária com Goldstein tornando-se Presidente e CEO, que ele espera se tornará permanente.

Com o tempo, não ficaríamos surpresos de ver um membro da família Adelson assumir uma dessas funções, especificamente com o CFO Patrick Dumont, um candidato lógico em potencial”, explicou.

Dumont é genro de Adelson. Além de ser CFO, ele supervisionou a aquisição do jornal Las Vegas Review-Journal por Adelson por US$ 140 milhões em 2015.

Com relação às ações, Adelson detém diretamente apenas 9% das ações da empresa, com a maioria dos 57% da propriedade da família pertencendo a sua viúva Miriam Adelson e em fundos familiares”, acrescentou Allen.

Ele não acha que o mercado verá um desinvestimento significativo de ações e, em vez disso, os dividendos retornarão (em um nível inferior a 2019), uma vez que os negócios da Sands tenham um caminho mais claro de volta ao normal pós-covid e o balanço seja ligeiramente melhorado.

Ao escrever para o site Seeking Alpha, Howard Jay Klein, disse que, com Adelson tendo sido anti-apostas esportivas e jogos online, o Las Vegas Sands pode agora ver “um pivô nesse segmento de negócios com um parceiro de apostas esportivas de substância”.

Adelson deixa uma empresa saudável que acreditamos que é amplamente desvalorizada. Suspeitamos que partes significativas do patrimônio da família migrarão para o mercado com o tempo”, disse.

O resultado será positivo para as ações com uma dispersão mais ampla sobre os detentores institucionais e varejistas. O controle acionário da LVS evoluirá para a base familiar da mesma forma que o da MGM Resorts International, para a entidade Tracinda Holding de Kirk Kerkorian. Levará algum tempo para o mercado perceber quanto do legado de Adelson permanecerá no lugar e onde novas direções surgirão para mudar as direções”, mencionou Klein.

O mais imediato deles que sabemos é a probabilidade de que a LVS agora se torne um player em apostas esportivas e no espaço de cassino online. Goldstein já realizou reuniões preliminares com possíveis parceiros. Minha sensação é que um negócio agora será muito mais rápido do que o previsto. Isso será altamente positivo para as ações, devido ao forte balanço patrimonial da LVS, permitindo que ela cresça rapidamente, mesmo em um campo já lotado”, concluiu Klein.

Fonte: GMB / G3 Newswire