SÁB 23 DE FEVEREIRO DE 2019 - 03:44hs.
8 milhões de praticantes em nosso país

Poker está cada vez mais popular no Brasil

Muito associado aos cassinos de Las Vegas, o poker tem invadido cada vez mais lugares em todo o mundo. No Brasil, sua popularidade cresce a cada ano. Ainda em 2016, a Confederação Brasileira de Texas Hold'em divulgou que contava com 7 milhões de praticantes em nosso país, o número ganhou mais 1 milhão nos últimos dois anos. Com o aumento das casas de apostas online e a aparição de personalidades que passaram a frequentar as mesas de jogatina, mais e mais pessoas se interessam e descobrem as emoções que o poker oferece.

Inclusive, a comunidade considera o ano de 2018 muito compensador. Neste ano, houve a consolidação do Campeonato Brasileiro por Equipes, a inclusão de mais campeonatos a nível nacional no calendário do poker, a presença de grandes atletas e, claro, o quarto título mundial em Las Vegas. Ainda assim, o presidente da entidade Ueltom Lima afirma que é necessário desenvolver ações para desenvolver novos atletas e clubes em todo o Brasil.

Nesse sentido, já existem alguns bons motivos para que novos jogadores queiram fazer parte da história do poker no Brasil. A quarta vitória do brasileiro Roberly Felício no World Series of Poker em Las Vegas é um bom exemplo disso, pois mostra que mesmo os jogadores que começam de forma amadora podem chegar muito longe. Roberly é um empresário que sempre levou o poker como uma atividade secundária, e hoje está entre os melhores do mundo e um prêmio de US$ 1 milhão na mão!

Além disso, sites de jogos online podem ser uma boa forma de começar a aprender sobre o poker. Algumas plataformas chegam a disponibilizar dicas e conteúdo exclusivo para que os novatos aprendam os termos da modalidade e o que cada um deles significa. Existem sites que permitem que o usuário tenha acesso à mesas de poker gratuitamente, em rodadas que não valem dinheiro, mas serve para dar ainda mais experiência.

Outra forma de disseminar o poker para os brasileiros é a presença de personalidades importantes. Por isso, o poker ganhou quando Neymar passou a participar de forma mais ativa dos campeonatos, conseguindo o maior resultado na sua trajetória na modalidade, chegando a sexta posição no High Roller do BSOP São Paulo. A presença do jogador atraiu a imprensa do Brasil e do mundo, e ajudou a dar ainda mais destaque para o poker brasileiro. O mais interessante é que Neymar não é pago para participar desse tipo de torneio, ele realmente gosta de jogar poker.

O circuito nacional do poker BSOP, que foi o torneio que Neymar participou, também teve um bom resultado em 2018. Com grande crescimento, passou por diversas cidades, com recordes de premiação e número de participantes. Em São Paulo, por exemplo, foram 3.230 entradas no total. Um bom número para uma modalidade que ainda está em crescimento.

A previsão para os próximos anos do poker no Brasil é bastante otimista. Afinal, se repetir o crescimento do número de participantes dos últimos anos, em 2020 serão quase 10 milhões de praticantes ativos. Além disso, a expectativa é que o mercado volte a crescer, fazendo com que os brasileiros queiram investir em atividades como o poker. Com os municípios do agronegócio liderando o crescimento econômico no país, é possível que isso se estenda aos demais segmentos. Por aqui, seguimos torcendo para que os atletas possam alcançar lugares ainda melhores em rankings internacionais. E claro, quem quiser pode começar a treinar.

Fonte: GMB / diariodebalsas