QUI 21 DE NOVEMBRO DE 2019 - 12:55hs.
Golden Hall do WTC Sheraton

Última etapa do BSOP promete ser cheia de emoção

A temporada 14 do BSOP está próxima do fim. Seis etapas já foram realizadas e o Campeonato Brasileiro já conta com um virtual campeão em Marcelo Mesqueu. No entanto, apesar da liderança do primeiro colocado no principal ranking ser considerável, o BSOP Millions (etapa de encerramento da temporada) promete ser especial. Neste ano, mais uma vez a última etapa da temporada será na capital paulista. São Paulo receberá o evento chamado BSOP Millions entre os dias 26 de novembro a 5 de dezembro.

O Goden Hall do WTC Sheraton, tão acostumado a receber os torneio do principal circuito de poker do país, foi mais uma vez escolhido para receber a etapa. Esta será a terceira vez que São Paulo sediará um evento do BSOP em 2019, visto que também foi casa do torneio em março e julho.

Para este ano, o BSOP Millions traz uma lista grande de torneios que totalizam 32 eventos diferentes ao longo dos quase 10 dias de competição intensa. Ao todo, são R$ 15 milhões já garantidos em premiação.

A premiação, porém, não é a maior da história do poker nacional. Mais cedo ano, o site de poker online partypoker realizou o MILLIONS South America com US$ 7 milhões garantidos — em conversão atual, o valor beira os R$ 30 milhões.

Coroação de uma temporada história para Mesqueu
 


O BSOP Millions tem tudo para ser um encerramento de chave de ouro para Mesqueu. O carioca está fazendo história na temporada de 2019, visto que ele entra para a etapa final com uma mão e quatro dedos no título e incríveis 4.114 pontos conquistados.

Para se ter uma ideia da dominância de Mesqueu, ele já ultrapassou a pontuação obtida por Saulo Sabioni no ano passado — campeão do campeonato do ano passado, quando o sul-mato-grossense atingiu o recorde de pontuação.

A campanha incrível de Mesqueu é traduzida nos números. Foram cinco títulos de eventos do BSOP nesta temporada, além de 21 mesas finais. A dominância é tão grande que ele tem quase o dobro de pontos de vantagem em relação ao segundo colocado, o paranaense Ricardo Nakamura (2.469 pontos).

Apesar de tamanha vantagem, Mesqueu ainda não é o campeão matemático da temporada, visto que são dezenas de torneios realizados no BSOP Millions deste ano e muitos contam significativamente na pontuação do ranking geral. No entanto, só uma zebra gigantesca tira o inédito título de Mesqueu no circuito deste ano.

Bicampeonato para Mesqueu?
 

 

Como se não fosse o suficiente, além do ranking geral o carioca brilha em outra modalidade: Mixed Games. Ele só está atrás do alagoano Rogério Siqueira, que é o líder com 690 pontos conquistados.

A liderança do craque nordestino, porém, é bem pequena, pois Mesqueu está próximo com só 70 pontos de desvantagem. Vale ressaltar que o Mixed Games é a junção de diferentes variantes em uma só, o que a torna uma das mais técnicas do poker.

Mesqueu pode entrar para a história com o Mixed Games, visto que é bem raro o jogador campeão do ranking ficar entre as primeiras colocações em outra modalidade.

Atrás dos dois primeiros colocados estão José Arenstein (455 pontos) e José Gaudêncio (410 pontos). Com essa diferença, é complicado um dos dois jogadores ameaçarem a conquista de Siqueira ou Mesqueu nessa modalidade.

Disputa aberta no Omaha

 


Outra modalidade muito popular no BSOP, o Omaha tem tido uma disputa bastante equilibrada durante toda temporada. Pablo de Menezes e Bruno Gazotto são os jogadores na ponta da competição.

A vantagem de Pablo é já importante com 1.010 pontos, no entanto, o campeonato ainda está aberto pelo fato de que Bruno está atrás com 860 pontos somados.

O título está basicamente entre os dois jogadores, visto que o terceiro colocado (Rafael Caiaffa) aparece com 585 pontos, ou seja, quase metade da pontuação acumulada pelo líder do ranking.

Presença de torneio especial
 


Como o BSOP Millions é o principal evento de poker da América Latina, não há palco melhor para implementar algumas novidades no mundo das cartas. Uma delas é a chegada do Micro Millions.

Esse evento vai trazer o campeão para um torneio de escala internacional que será realizado em Barcelona no ano que vem. O Micro Millions tem como figura principal André Akkari, um dos seis brasileiros que já conquistaram um título no World Series of Poker.

É importante notar que o Micro Millions promete ter uma adesão muito grande dos jogadores, visto que conta com buy-in de R$ 350 e premiação já garantida de R$ 1 milhão.

No torneio, haverá a presença de personalidades importantes do mundo do poker, como Chris Moneymaker e Bruce Buffer.

Tantas atrações assim tornam o BSOP Millions ainda mais visado do que normalmente já seria. A corrida pelo título principal do BSOP já está praticamente encerrada, só que não faltarão motivos para acompanhar as histórias atreladas à etapa de fechamento de mais um ano de muito sucesso do maior circuito de poker do Hemisfério Sul.