TER 12 DE NOVEMBRO DE 2019 - 07:16hs.
Dívida avaliada em R$ 3 milhões

Endividado, Jockey Club de São Vicente pode dar lugar a um empreendimento imobiliário

O tradicional Jockey Club de São Vicente pode estar com seus dias contados. Com uma dívida avaliada em R$ 3 milhões em impostos, a agremiação está à procura de interessados em comprar o espaço, que foi dedicado ao hipismo durante 70 anos. Informações extraoficiais apontam que há uma proposta para que a agremiação dê lugar a um empreendimento imobiliário. Com 214 mil metros quadrados, o Jockey Club São Vicente foi fundado em 1949.

No último dia 22 de agosto, o clube divulgou o edital de convocação para uma assembleia extraordinária em setembro. No dia do encontro, as propostas para a venda do local serão apresentadas, podendo ser autorizada a venda ainda na mesma noite.

Segundo apurado pelo site local A Tribuna On-line, a atual dívida da agremiação ultrapassou os R$ 3 milhões em impostos. Os débitos aumentaram significativamente após a sanção de um projeto de Lei Complementar criado em 2017, que determina o cancelamento de isenções do Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU) a agremiações.

A antiga Lei Complementar, sancionada em 1993, assegurava a isenção de clubes em São Vicente que cediam vagas em modalidades ou até mesmo o espaço para realização de eventos de interesse público.

De acordo com um ex-associado, que prefere não se identificar, as dívidas do Jockey já refletiam em problemas estruturais e no funcionamento do local, incentivando ainda mais a venda do espaço. "Foi proibida a entrada de cavalos no Jóquei. Para forçar o aspecto de abandono, boa parte dos cavalariços que lá residiam foram expulsos, tendo os imóveis destruídos".

Com 214 mil metros quadrados, o Jockey Club São Vicente foi fundado em 02 de abril de 1949 na Avenida Senador Salgado Filho, s/n. O espaço ficou conhecido por receber treinos e pela sua pista com areia fina, chamada de “pista prateada’.

A Reportagem procurou a diretoria do Jockey Club, mas não obteve resposta até a publicação desta matéria. Já a Prefeitura de São Vicente esclarece em nota que, atendendo à legislação federal de 2017, revogou as isenções de IPTU para 43 entidades, num valor total de R$ 8.029.208,48 lançados em carnês referentes ao ano de 2018.

 

 

Fonte: GMB / A Tribuna On-Line