MAR 20 DE OCTUBRE DE 2020 - 14:45hs.
No dia 19 de julho

Com protocolos de segurança, inicia a reabertura gradual da Tribuna Social e Loja de Apostas JCB

Conforme o Decreto Municipal nº 47.551, no qual o hipódromo se encontra na Fase 3B, o Jockey Club Brasileiro programou o início da reabertura gradual da Tribuna Social e Loja de Apostas JCB para 19 de julho. Os protocolos poderão ser revistos no caso de mudanças nas regras oficiais que regulam a situação da pandemia do coronavírus ou caso seja identificado algum risco à saúde dos visitantes e profissionais.

“Novas formas de convívio foram adotadas na vida de todos e no dia a dia do Jockey também. Contamos com seu apoio para usufruir das áreas e serviços respeitando os protocolos de segurança que foram baseados nas recomendações da Organização Mundial de Saúde, Ministério da Saúde e nas Regras de Ouro determinadas pela Prefeitura do Rio de Janeiro”, afirma o site oficial do JCB.

Os protocolos poderão ser revistos no caso de mudanças nas regras oficiais que regulam a situação de pandemia do coronavírus ou caso seja identificado algum risco à saúde dos visitantes e profissionais.

Em que condições o visitante pode voltar a frequentar a Tribuna Social ou a Loja de Apostas JCB (localizada na Tribuna A)?

  • Temperatura corporal até 37,8°- não será permitido o acesso de pessoas com temperatura aferida acima deste limite.
  • Ausência de sintomas gripais e/ou doenças respiratórias.
  • Uso obrigatório de máscara.
  • Idosos, portadores de doenças crônicas como diabetes, cardiopatia, hipertensão e asma, grávidas e puérperas são mais suscetíveis a complicações da COVID-19. Diante disso, recomendamos a esses visitantes e crianças menores de 12 anos que permaneçam na segurança de suas casas até que os índices de contaminação estejam controlados.
  • Compromisso em respeitar o Protocolo de reabertura da Tribuna Social e Loja de Apostas JCB, as Regras de Ouro da Prefeitura do Rio de Janeiro e em respeito à própria saúde e a do próximo.

As apostas sobem na Gávea

A exemplo do que aconteceu nas duas programações da semana passada, o Movimento Geral de Apostas (MGA), do Hipódromo da Gávea voltou a ultrapassar a barreira dos R$ 700 mil reais. Mais precisamente, R$ 760.009,12, no domingo, e R$ 718.514,35, na segunda–feira. O crescente aumento das apostas, que na primeira semana da liberação das corridas, teve média de MGA de apenas R$ 430 mil, se justifica plenamente.

Em primeiro lugar, pela adaptação gradativa do público de maior faixa etária com a possibilidade de jogar pela internet. Além disso, alguns outros turfistas optaram pela comodidade de se cadastrar no Tele Turfe, e ver os páreos em casa e apostar sem maiores atribulações.

Para o Jockey Club Brasileiro tem sido excepcional a progressão do Movimento Geral de Apostas. Com apenas duas reuniões, a entidade se aproxima, aos poucos, do faturamento individual de cada uma, no período anterior a pandemia. E o pagamento dos prêmios dos páreos, com desconto de 40%, também tem ajudado. Em pouco tempo, o clube abaterá o prejuízo acarretado pela Covid 19.

São tempos difíceis, sem receber os aluguéis dos bares e restaurantes localizados no próprio prado, fechados temporariamente. Além disso, houve a despesa com a ajuda aos profissionais durante este período. O que ajudou muito o JCB foi o plano do governo, de suspensão temporária dos contratos de trabalho de alguns funcionários. O clube pagou apenas 30% dos salários e o governo se responsabilizou pelos outros 70%.

Fonte: JCB